No clássico, Santos e São Paulo encaram primeiro grande teste da temporada

  • Por Agência Estado
  • 11/02/2015 07h43
Santos x São Paulo - Montagem

Santos e São Paulo têm o primeiro teste de verdade da temporada nesta quarta-feira, às 22 horas, na Vila Belmiro. Após a saída de três titulares (Aranha, Arouca e Edu Dracena), que deixaram o clube por causa do atraso de salários, o Santos quer medir o estágio de sua reconstrução. Depois de três vitórias contra times do interior, o São Paulo quer saber se está pronto para a estreia na Libertadores, na próxima quarta-feira, provavelmente contra o Corinthians – o clube deve confirmar sua vaga nesta quarta, diante do Once Caldas. Portanto, o clássico vai fornecer o raio X das duas equipes.

O São Paulo parece mais pronto que o rival. Trocou poucas peças (Kaká e Álvaro Pereira) e fez contratações pontuais, principalmente para as laterais. Nem por isso pode ser considerado favorito na visão do volante Souza, que volta ao time depois de contusão. “Jogar na Vila é muito difícil. Nunca venci lá”, diz, lembrando-se de sua trajetória pelo Grêmio.

Muricy se deu ao luxo de não relacionar para a partida os dois últimos reforços: o zagueiro Dória e o meia Centurión. A decisão foi uma surpresa, mas o treinador vai apostar no entrosamento dos primeiros jogos do Paulistão, principalmente na boa fase de Luis Fabiano, e ser coerente com as apostas que está fazendo. Mantém Lucão na zaga e provavelmente dará nova chance para Pato. O time não fez nenhuma atuação soberba até agora, mas o treinador aposta na regularidade e na força do conjunto.

CARRASCO – O Santos, por sua vez, aposta nas individualidades. Depois de ter sido poupado diante do Red Bull Brasil, no domingo, o atacante Robinho retorna ao time para jogar ao lado de Geuvânio e Ricardo Oliveira. O atacante de 31 anos tem a esperança de confirmar a fama de carrasco do time tricolor. “Eu me preparo para jogar bem contra todos os adversários e realmente tive grandes jogos contra o São Paulo, embora tenha perdido algumas partidas. Espero que amanhã (hoje) a história possa ser bonita para o lado do Santos”, disse Robinho.

Nas 14 vezes em que enfrentou o São Paulo, Robinho ganhou nove, empatou uma e sofreu quatro derrotas. Nesse retrospecto, marcou um gol de letra em Rogério Ceni em sua reestreia, em 2010.

Enderson Moreira deu um treino técnico fechado nesta terça à tarde no CT Rei Pelé para fazer os últimos ajustes. O treinador fez algumas experiências, inclusive com Elano se juntando a Alison, Renato e Lucas Lima no meio, deixando Robinho e Geuvânio no ataque. A tendência é que mantenha a equipe de domingo, trocando Thiago Ribeiro (tendinite no joelho direito) por Robinho. Gabriel recusou a semana de descanso que Enderson queria lhe dar após a disputa do Sul-Americano sub-20, mas está sendo submetido a um trabalho especial para fortalecimento muscular.

*Por Gonçalo Junior e Sanches Filho