No Equador, Flamengo encara Emelec sem poder pensar em derrota

  • Por Agencia EFE
  • 01/04/2014 18h45

Guayaquil, 1 abr (EFE).- Sem vencer a dois jogos na Taça Libertadores, o Flamengo jogará a vida nesta quarta-feira, já que a derrota no duelo com o Emelec, em Guayaquil, pela quinta rodada do grupo 7, decretará a eliminação precoce do time da competição.

O Rubro-Negro é o lanterna da chave, com apenas quatro pontos. Caso faça mais quatro nos últimos dois jogos, conseguirá avançar. Menos do que isso, será o adeus ao sonho do segundo título continental.

O grupo 7 tem como líder o Bolívar, com oito pontos, seguido pelo León, com sete. As duas equipes abriram a rodada na última quinta-feira, com vitória dos bolivianos por 1 a 0, que deixou a dupla com um jogo a mais. O Emelec é terceiro com seis pontos, e se vencer o Fla, ficará a um empate da classificação.

Para arrancar o resultado positivo fora de casa, o time carioca precisará superar o retrospecto ruim, já que como visitante perdeu os dois jogos que fez no torneio. A equipe de Guayaquil, em casa, venceu os dois compromissos que teve.

A lembrança no estádio George Capwell para o Flamengo, aliás, não é nada boa. Em 2012, foi justamente na casa do Emelec que o time viu a situação na fase de grupos se completar e resultar na desclassificação, na última rodada, apesar da vitória sobre o Lanús.

“É sempre difícil, sempre complicado. O Emelec tem uma equipe boa, o torcedor fanático em um estádio pequeno, acanhado. Em 2012, não tivemos a sorte que esperávamos para sair com a vitória. Desta vez, temos que sair com um bom resultado. É o nosso ano em jogo”, disse o goleiro Felipe.

Para piorar, o técnico Jayme de Almeida não contará com Léo Moura, André Santos, Elano e Cáceres, lesionados, além do atacante Hernane ainda ser dúvida. Paulinho deve ser improvisado na lateral-direita mais uma vez, enquanto Amaral e Carlos Eduardo entram no meio, e João Paulo ocupa a lateral-esquerda.

No ataque, o comandante do título da Copa do Brasil segue com a interrogação sobre a presença do camisa 9, que sofreu pancada na partida contra a Cabofriense, pela volta das semifinais do Campeonato Carioca. Caso Hernane fique de fora, Alecsandro irá para a partida.

O Emelec também terá desfalques importantes. O zagueiro Achillier torceu o tornozelo na derrota para o El Nacional, pelo Campeonato Equatoriano, no último domingo. Já o atacante Escalada, ex-Botafogo, que marcou três gols na Libertadores, um deles em cima do Flamengo, sofreu uma lesão na coxa esquerda.

Outro problema é que o meia Osbaldo Lastra cumpre suspensão e não estará em campo. Assim, o técnico Gustavo Quinteros deve promover as entradas de Crisitian Nasuti, Eddy Corozo e Marcos Mondaini no time titular.

None

Prováveis escalações:.

Emelec: Dreer; Narváez, Guagua, Nasuti e Bagüí; Corozo, Quiñónez, Giménez, Mena; Caicedo e Mondaini. Técnico: Gustavo Quinteros.

Flamengo: Felipe; Paulinho (ou Léo Recife), Wallace, Samir, João Paulo; Amaral, Muralha, Everton, Carlos Eduardo; Gabriel e Hernane (ou Alecsandro). Técnico: Jaime Almeida.

Árbitro: Julio Bascuñan (Chile), auxiliado pelos compatriotas Francisco Mondria e Raúl Orellana.

Estádio: George Capwell, em Guayaquil (Equador). EFE