No primeiro Majestoso em Itaquera, Corinthians ganha de virada do São Paulo

  • Por Jovem Pan
  • 21/09/2014 18h04
SÃO PAULO, SP - 21.09.2014: CORINTHIANS X SÃO PAULO - Fabio Santos empata para o Corinthians - Corinthians x São Paulo jogam pela 23ª rodada do Brasileiro, na Arena Corinthians (Itaquerão), neste domingo (21). (Foto: Eduardo Anizelli/Folhapress)Fábio Santos comemora um dos gols contra o São Paulo

O Corinthians venceu o Majestoso e colou de vez no rival na briga pela segunda posição do Campeonato Brasileiro. A vitória no clássico, em Itaquera, por 3 a 2, foi a resposta de Guerrero ao time do Morumbi. O peruano havia provocado os são-paulinos na semana ao dizer que o São Paulo estava jogando bem porque não jogou contra o time de Itaquera.

Os gols da vitória do Corinthians foram de Fábio Santos, duas vezes de pênalti, e depois com Guerrero. Para os são-paulinos, Souza e Edson Silva fizeram no primeiro tempo.

Com a virada sobre o Tricolor, o Corinthians chega aos 40 pontos e fica na terceira posição, dois pontos a menos que o time do Morumbi. Agora, na próxima rodada o Timão vai até Florianópolis e encara o Figueirense, na próxima quarta-feira.

Já o São Paulo fica estacionado nos 42 pontos, e vê a distância para o Cruzeiro se manter em sete pontos. Agora, o time paulistano irá receber o Flamengo, no Morumbi, às 22h (de Brasília), na próxima quarta-feira.

O jogo

O Corinthians começou a partida pressionando a saída de bola do São Paulo e causou dificuldades nos visitantes, porém o Tricolor abriu o placar logo aos 5min de jogo. Kaká cobrou falta na esquerda, a zaga corintiana afasta mal e a bola sobrou para Souza. O camisa 5 ficou de frente com Cássio e chutou de esquerda para abrir o placar em Itaquera.

Após o gol, a torcida do Corinthians começou a incentivar o time e os comandados por Mano Menezes continuou com a proposta de pressionar a saída de bola adversária, porém não chegou a criar nenhuma chance clara de gol. Até que aos 33min, no primeiro lance em que o Alvinegro conseguiu envolver a marcação adversária surgiu o pênalti. Aos 33min, Guerrero lançou para Malcom, o garoto ficou cara a cara com Denis. O goleiro são-paulino fez uma grande defesa, mas no rebote da defesa, a bola bateu no braço de Antonio Carlos. O árbitro Luiz Flávio de Oliveira assinalou pênalti, o que gerou revolta dos são-paulinos. Na cobrança, Fábio Santos cobrou bem e empatou o embate.

Após o gol de empate, o jogo ficou muito propício para o Corinthians conseguir a virada. Porém, em mais um vacilo da defesa do Timão o São Paulo chegou ao seu segundo gol. Aos 44min, Kaká cobrou mais uma falta na área. A zaga corintiana tentou fazer a linha de impedimento, porém, Edson Silva, em condição legal, apareceu livre na pequena área e finalizou com o pé esquerdo para que o Tricolor ficasse com a vantagem no final da primeira parte do jogo.

No segundo tempo, o Corinthians apostou de novo na marcação pressão e quase chegou ao empate no início, quando aos 6min Malcom ganhou na corrida de Edson Silva e finalizou com a esquerda. Denis fez uma linda defesa.

Após este lance o Corinthians não levava perigo no gol são-paulino, porém, aos 21min, em mais um pênalti muito discutível, de Álvaro Pereira em Guerrero, no lance, o uruguaio foi expulso. Na cobrança de Fábio Santos, Denis acertou o lado, mas a bola foi bem no canto. Sem chances para o goleiro tricolor.

Após o gol de empate, e com a equipe do Corinthians com um jogador a mais, os mandantes dominaram a partida e não demorou para chegar ao gol da virada. Aos 28min, Danilo dá lindo passe para Guerrero, o peruano ficou livre na cara de Denis e chutou com confiança e pontaria no canto de Denis. 3 a 2 para o Corinthians.

Depois do gol, o Corinthians continuou pressionando, em busca do quarto gol. Mas Fábio Santos foi expulso aos 38min. Com as duas equipes com dez jogadores, o Alvinegro ficou a disposição do contra-ataque e chegou a levar perigo com Malcom.

No final, o São Paulo teve a chance de empate com Michel Bastos. Mas o chute do camisa 7 são-paulino foi travado por Luciano, porém levou perigo ao gol de Cássio.