NY Times sugere a atletas que nadem “de boca fechada” no Rio de Janeiro

  • Por Jovem Pan
  • 27/07/2016 12h08

Manifestantes protestam contra a poluição na Baía de Guanabara

Manifestantes protestam contra a poluição na Baía de Guanabara

As críticas da imprensa internacional à qualidade das águas no Rio de Janeiro continuam com a proximidade dos Jogos Olímpicos. Na semana passada, o jornal norte-americano Washington Post destacou o Rio 2016 como os “Jogos da Sujeira”. Desta vez, foi a vez do New York Times fazer suas críticas contra a poluição na cidade olímpica.

Em matéria publicada na última terça-feira, a publicação sugeriu aos atletas da maratona aquática nadem com a boca fechada nas águas do Forte de Copacabana. A reportagem do NY Times afirmou que as águas do Rio de Janeiro encontram-se mais poluídas do que se imaginava e que os banhistas correm riscos de contrair desde diarreia à infecção por “superbactérias”, tanto em Guanabara quanto nas praias de Ipanema e Leblon.

Em entrevista ao jornal norte-americano, o pediatra Dr. Daniel Becker afirmou que os atletas nadarão entre fezes humanas durante as provas: “os atletas estrangeiros vão estar literalmente nadando em excremento humano e correm o risco de ficar doentes com todos esses micro-organismos. É triste, mas também é preocupante”.

O jornal lembra os casos de diarreia sofridos por atletas de vela durante eventos-testes para os Jogos e por surfistas durante etapa do Mundial de Surfe no ano passado. Além disso, a reportagem cita a troca do projeto de despoluição da Baía, orçados em mais de R$ 13 bilhões, pelo projeto das barreiras e eco-barcos, que custaram R$ 550 milhões.

“Eles podem tentar bloquear grandes itens como sofás e cadáveres, mas estes rios são lodo puro”, afirmou Stelberto Soares, engenheiro municipal que trabalhou por 30 anos no saneamento do Rio de Janeiro, à reportagem do Times.

As provas de maratona aquática serão realizadas no forte de Copacabana, enquanto o Remo será praticado na Lagoa Rodrigo de Freitas e a Vela na Marina da Glória.