“O técnico me pediu para não correr muito, mas não ouvi ele”, diz Müller

  • Por Agencia EFE
  • 16/06/2014 16h12

Müller comemora primeiro gol do jogo

Müller comemora primeiro gol do jogo

“O técnico Joachim Löw me pediu para não correr muito pelo calor, mas a verdade é que eu não ouvi ele, me senti muito bem”, comentou Thomas Müller, o alemão que se tornou o artilheiro da Copa do Mundo ao marcar três dos quatro gols da vitória da Alemanha diante de Portugal, nesta segunda-feira.

O jogador do Bayern Munique disse que não ficou nervoso com a estreia do time na Copa do Mundo do Brasil, em Salvador. “Já participei de competições importantes, não tive medo, baixamos o ritmo no segundo tempo para jogar no contra-ataque”, disse Müller ao término do encontro, do qual foi eleito o melhor jogador por parte da Fifa.

O jogador disse que recebeu duas faltas por parte do zagueiro português Pepe, que foi expulso no primeiro tempo por agressão, e por conta disso Portugal teve que jogar com um homem a menos durante grande parte do encontro.

O capitão da Alemanha, Philipp Lahm, que habitualmente é lateral e hoje jogou como meia, como já atuou sob o comando de Pep Guardiola no Bayern de Munique, elogiou a nova disposição tática aplicada por Löw perante Portugal.

“Estou contente, porque fizemos uma partida que foi surpreendente até para nós, a defesa com uma nova forma de jogar funcionou muito bem, foi incrível o que conseguimos no estreia, foi uma partida incrível”, disse Lahm após o encontro em entrevista concendida à Fifa.