Olympiacos domina Manchester United e abre boa vantagem para jogo de volta

  • Por Jovem Pan
  • 25/02/2014 18h47

Gregos dominaram os 90 minutos da partida e colocaram um pé nas quartas de final

Olympiacos vence United por 2 a 0

O Manchester United via na Liga dos Campeões a chance de buscar alegrias na péssima temporada que vem fazendo na Liga Inglesa e foi à Grécia esperando voltar com um bom resultado contra o Olympiacos, nesta terça-feira (25). Mas a equipe da casa se impôs durante os 90 minutos e com o apoio de sua fanática torcida, conseguiu uma ótima vitória por 2 a 0, dificultando a vida dos ingleses para a partida de volta.

Aos 38 da etapa inicial, Domínguez desviou chute de Maniatis e fez o primeiro. O segundo veio após linda jogada de Campbell, que deu uma caneta em Carrick antes de bater com estilo, sem chances para De Gea.

As duas equipes voltam a se enfrentar no dia 19 de março, no estádio Old Trafford, em Manchester. Os Diabos Vermelhos precisarão vencer por três gols de diferença, enquanto os gregos podem perder por um gol de diferença.

O Olympiacos não deixou o United dominar o início de partida e deu logo aos sete o seu cartão de visitas. Domínguez fez linda jogada e costurou três jogadores ingleses até invadir a área e ser travado na hora da finalização pelo zagueiro Vidic.

A partida foi muito estudada durante os primeiros 15 minutos e as equipes pouco se arriscaram. O United mantinha maior posse de bola, mas as chegadas dos donos da casa levavam mais perigo.

A equipe de David Moyes mostrou muita dificuldade para chegar ao ataque e não assustou uma única vez o goleiro Roberto Jiménez. Além disso, os Diabos Vermelhos iam sofrendo com as arrancadas em velocidade do meia Campbell.

Aos 38, os gregos abriram o placar. O meia Maniatis arriscou de longe e o atacante Domínguez, consciente do que estava fazendo, deu uma lasquinha de calcanhar para tirar o goleiro De Gea da jogada e fazer o primeiro gol dos donos da casa.

O United sentiu o golpe e o Olympiacos continuou indo para cima, mas sem muita efetividade. O fim de primeiro tempo era o que Moyes desejava para tentar ajustar melhor a sua equipe no vestiário.

O intervalo não parece ter surtido efeito na equipe de Manchester. Sem animação e com pouca aproximação de Rooney e Van Persie com os meias de velocidade do time, os ingleses continuaram reféns das investidas perigosas de seu adversário.

Aos 9, o segundo castigo chegou em grande estilo. Campbell recebeu no meio, deu uma caneta em Carrick e com muita categoria, bateu de chapa no canto direito do goleiro espanhol para ampliar a vantagem.

Moyes tentou mudar o panorama da partida colocando Welbeck e Kagawa na linha de frente, mas o apático United pouco conseguiu assustar a meta de Roberto. A melhor chance dos ingleses foi aos 36, quando Van Persie recebeu dentro da área , cortou o zagueiro e finalizou para fora.

A torcida do clube 40 vezes campeão grego deu a força necessária para que os donos da casa conseguissem suportar a pressão final do seu adversário, que buscava pelo menos um gol para precisar vencer em Old Trafford por apenas um gol.

O apito final deixou o Olympiacos próximo da vaga, enquanto o United terá que jogar tudo o que não jogou na temporada para passar à próxima fase da Liga dos Campeões.