Olympique acusa Bielsa de pôr interesses pessoais acima dos do clube

  • Por Agência EFE
  • 09/08/2015 12h19
JOHANNESBURGO, ÁFRICA DO SUL, 28-06-2010: Futebol - Copa do Mundo, 2010: Brasil 3 x 0 Chile: o técnico argentino da seleção do Chile, Marcelo Bielsa, durante execução dos hinos antes do jogo entre Chile e Brasil pelas oitavas de final da Copa do Mundo 2010, no estádio Ellis Park, em Johannesburgo (África do Sul). (Foto: Ricardo Nogueira/Folhapress, 1483) Folhapress Desempregado desde que deixou o Olympique de Marselha

O Olympique de Marselha acusou neste domingo o técnico Marcelo Bielsa de colocar “seus interesses pessoais acima dos do clube”, um dia depois que o argentino pedir demissão do cargo.

Em comunicado divulgado pela internet, a direção do clube alegou que fez “todo o possível” para ter “um treinador à altura dessa responsabilidade”.

“Mas o Olympique não pode, em nenhum caso, ser prisioneiro das exigências de alguém que põe seus interesses pessoais muito acima dos da instituição”, acrescentou.

Bielsa anunciou ontem à noite, após a derrota da equipe para o Caen pela primeira rodada do Campeonato Francês, que não continuaria à frente do time, por considerar que não tinha sido respeitado o compromisso verbal com o qual tinha chegado com o presidente, Vincent Labrune, para renovar seu contrato até 2017.

O treinador acusou o dirigente e representante da acionista principal do clube, a bilionária suíça Margarita Louis-Dreyfus, de ter modificado alguns pontos desse contrato, o que motivou sua perda de confiança.

Em sua resposta, o Olympique ressaltou que possui “valores únicos e uma história suficientemente rica para rejeitar se submeter à lei de um só homem”.

A principal acionista “e a direção do clube vão tomar nos próximos dias todas as medidas necessárias para permitir ao clube viver uma temporada à altura das expectativas”, acrescentou.