OMS alerta grávidas e turistas sobre o vírus zika antes de Olimpíada

  • Por Estadão Conteúdo
  • 12/05/2016 13h51
Imagem de microscópio eletrônico do vírus da zika (pontos pretos) em tecido humano

A Organização Mundial da Saúde (OMS) fez um alerta para mulheres grávidas não viajarem para áreas onde existe risco de contágio pelo vírus zika e aconselhou outros viajantes a tomarem medidas de precaução contra mosquitos que transmitem o vírus antes dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

Em um comunicado, emitido nesta quinta-feira (12), a OMS também disse que, como o vírus pode ser transmitido sexualmente, mulheres grávidas deveriam se abster de relações sexuais ou usar proteção com qualquer pessoa que tenha voltado recentemente de áreas onde existe a doença.

Já foi confirmado que o zika causa diversos defeitos em bebês, incluindo o principal, a microcefalia. No começo desta semana, um professor canadense sugeriu que a Olimpíada fosse adiada por causa da epidemia, argumentando que realizar os jogos resultará no evitável nascimento de bebês com problemas.