Organizadores dos Jogos Olímpicos estudam mudança de sede do polo aquático

  • Por Agencia EFE
  • 20/05/2015 15h48

Rio de Janeiro, 20 mai (EFE).- Os organizadores dos Jogos Olímpicos Rio 2016 estudam uma mudança da sede do polo aquático por questões orçamentárias, informaram fontes oficiais nesta quarta-feira.

A mudança de sede afetaria apenas as partidas da fase de grupos do esporte, que inicialmente seriam disputadas no Parque Aquático Julio Delamare.

O secretário estadual de Casa Civil, Leonardo Espíndola, afirmou que “há grandes possibilidades” de essas provas serem transferidas ou ao Parque Aquático Maria Lenk, no Parque Olímpico, na Barra da Tijuca, ou ao complexo esportivo de Deodoro.

De acordo com o secretário, não compensa fazer o investimento necessário para adaptar o Parque Aquático Julio Delamare aos padrões olímpicos.

“Não faz sentido um investimento tão alto do estado ou da empresa concessionária para apenas o início (da competição) do polo aquático”, disse Espíndola na saída de uma reunião com a comissão do Comitê Olímpico Internacional (COI) que acompanha os preparativos dos Jogos.

A fase final da competição de polo aquático, a partir das quartas de final, continuará sem mudanças, no parque aquático olímpico, um novo estádio de natação em construção no Parque Olímpico. EFE