Oswaldo de Oliveira mereceu ser demitido do Corinthians?

  • Por Jovem Pan
  • 15/12/2016 11h24

Oswaldo de Oliveira participou de entrevista coletiva nesta sexta-feira

Oswaldo de Oliveira participou de entrevista coletiva nesta sexta-feira

Oswaldo de Oliveira não é mais o técnico do Corinthians. Após reunião realizada nessa quinta-feira (15), a diretoria decidiu não seguir com o treinador no comando técnico do clube para 2017. Pesou para sua saída a não classificação do time alvinegro para a Copa Libertadores do próximo ano.

Oswaldo assumiu o comando do Corinthians na 31ª rodada no lugar de Cristóvão Borges, com uma vitória de 2 a 0 em cima do América-MG. Nesta passagem, ele acumulou duas vitórias, quatro empates e três derrotas, incluindo uma goleada de 4 a 0 sofrida pelo rival São Paulo e uma eliminação para o Cruzeiro na Copa do Brasil. Foram 11 gols marcados e 15 gols sofridos. Ele pegou o time alvinegro na 7ª colocação e assim terminou o campeonato.

Oswaldo de Oliveira assumiu o comando técnico do Corinthians pela primeira vez em 1999, quando Vanderlei Luxemburgo deixou o clube para treinar a Seleção Brasileira. No mesmo ano ele conquistou os campeonatos paulista e brasileiro. No ano seguinte ele venceu o maior título de sua história como treinador, o Mundial de Clubes da FIFA, após vencer o Vasco nos pênaltis no Maracanã. Oswaldo deixou o Corinthians no fim do primeiro semestre de 2000 e voltaria em 2004, mas sem obter o mesmo sucesso de antes.

Somando as três passagens pelo Corinthians, Oswaldo acumula 123 partidas e três títulos.

Foi justa a demissão? 

Ouça o programa completo no áudio acima.