Oswaldo elogia Dudu e se diz “muito otimista” com o retorno de Valdívia

  • Por Jovem Pan
  • 26/01/2015 09h08
O técnico Oswaldo de Oliveira, da SE Palmeiras, em jogo contra a equipe do Red Bull Brasil, durante partida amistosa na arena Allianz Parque. São Paulo/SP, Brasil - 25/01/2015. Foto: Cesar Greco / FotoarenaOswaldo observa movimentação da equipe do Palmeiras durante amistoso

O ano de 2015 começou positivo para o Palmeiras. Depois de trabalhar com onda de reforços e de comandar as vitórias nos primeiros amistosos da temporada, o técnico Oswaldo de Oliveira demonstrou grande expectativa para ver o time alviverde em campo no Campeonato Paulista. Em entrevista coletiva concedida após a vitória sobre o Red Bull Brasil por 3 a 2, neste domingo (25), o treinador disse já ter um time-base, elogiou os primeiros minutos de Dudu com a camisa do Verdão e disse estar “muito otimista” em relação ao retorno de Valdívia. 

Depois de bater o Shandong Luneng e o Red Bull Brasil nos primeiros testes da temporada, Oswaldo admitiu já ter formado um esqueleto da equipe em sua cabeça. “Na minha cabeça, já tenho um time-base. Claro, isso requer tempo, entrosamento. Todo mundo tem de estar em atividade. Eu sinto que rapidamente vai dar liga. Temos um ou outro detalhe, na hora da marcação, da recomposição. O Dudu e o Alan Patrick são jogadores que vejo como importantíssimos, mas precisam participar um pouco mais do treinamento para que haja o entrosamento”, avaliou o comandante alviverde.

Sobre a estreia de Dudu, tido como um dos maiores reforços palmeirenses para a temporada, Oswaldo elogiou o ex-gremista. “Muito bem, gostei muito. Aliás, nos treinamentos ele vem crescendo bastante. É um dos que chegaram um pouco mais tarde, requer mais tempo para se condicionar. Ele caminhou bastante para se condicionar e se entrosar com os companheiros”, disse. 

Apesar das muitas caras novas, a principal ausência sentida é antiga: o chileno Valdívia não entrou em campo em nenhum dos dois duelos amistosos. Mesmo assim, o treinador palmeirense se mostrou confiança. “É inegável a condição do Valdivia. Queremos muito que ele se recupere e esteja pleno para que possa se entrosar. Ele pode jogar com o Alan, com qualquer outro jogador. São jogadores de qualidade e não se sobrepõem. Há espaços para atuarem juntos. Ele se sacrificou muito no ano passado, jogou com uma lesão, e isso está dando trabalho de recuperação. Estou muito otimista quanto à recuperação dele e a integração o mais rápido possível. Ele tem se dedicado muito, trabalhado com frequência e intensidade. Não tenho previsão, mas tem evoluído bastante”, garantiu.

Mesmo com o elenco inchado, Oswaldo admitiu que mais reforços podem chegar ao Verdão. “Temos expectativa com o Arouca, mas a ideia de enriquecer o elenco é permanente. Todo jogador bom nos interessa, mas temos de administrar isso financeiramente e com a disposição dos jogadores na equipe”, finalizou.

O Palmeiras agora trabalha pensando na estreia no Campeonato Paulista diante do Audax, no próximo sábado (31), no Allianz Parque.