Arthur Nory faz história, iguala Daiane, Zanetti e Hypolito e conquista o ouro no Mundial de Ginástica

  • Por Jovem Pan
  • 13/10/2019 15h58
DivulgaçãoArthur Nory faturou o título mundial da barra fixa neste domingo (13), na Alemanha

Se já era destaque na ginástica artística brasileira por possuir uma medalha olímpica, Arthur Nory agora pode encher o peito e gritar: “sou campeão do mundo!”. Neste domingo (13), o paulista de Campinas conquistou o ouro na barra fixa do Mundial da modalidade, disputado em Stuttgart (Alemanha).

Com uma apresentação quase perfeita, o atleta de 26 anos aterrissou com uma expressão de extrema felicidade pelo próprio desempenho, que acabou lhe rendendo 14,900 pontos e o lugar mais alto no pódio. O croata Tin Srbic (14,666) e o russo Artur Dalaloyan (14,533) completaram as três primeiras posições.

Com o primeiro ouro em mundiais na carreira, Nory engorda seu currículo, que já contava com uma medalha de bronze conquistada no solo na Olimpíada do Rio-2016, e se credencia de vez como um dos principais favoritos na disputada da barra fixa para Tóquio-2020.

A vitória em Stuttgart pode representar uma virada na trajetória do atleta, que sequer era cotado para o ouro no Mundial e havia sido superado pelo compatriota Chico Barreto nos Jogos Pan-Americanos de Lima, em julho. Antes, em maio, teve diagnosticado um problema crônico no joelho, o que fez com que modificasse a rotina de treinamentos.

Com o título, o atleta se junta a Daiane dos Santos, Arthur Zanetti e Diego Hypolito no rol dos brasileiros que já se sagraram campeões do mundo na ginástica.

*Com informações do Estadão Conteúdo