Brasil abre fase final da Liga Mundial com vitória sobre Canadá no estádio do Atlético-PR

  • 04/07/2017 17h25 - Atualizado em 04/07/2017 17h53
Lucarelli comemora o ponto que garantiu a vitória brasileira sobre o Canadá

A Seleção Brasileira masculina de vôlei abriu a fase final da Liga Mundial nesta terça-feira (4), com uma vitória sobre o Canadá por 3 sets a 1, com parciais de 25/21, 17/25, 25/19 e 25/19. A fase será toda disputada na Arena da Baixada, estádio do Atlético Paranaense.

A quadra foi montada sobre o gramado sintético do estádio, que esteve longe de estar lotada neste primeiro dia. Do anel superior, somente o trecho intermediário, logo diante da quadra, apresentou bom público. Nas duas extremidades da arena, as arquibancadas ficavam vazias. O jogo foi disputado com o teto fechado.

O técnico Renan Dal Zotto escalou a Seleção sem surpresas, com Bruno, Wallace, Maurício Souza, Lucão, Lucarelli, Maurício Borges e o líbero Thales. Com estes titulares, o Brasil começou atrás do Canadá e só empatou no 15/15. A virada veio na sequência e logo os brasileiros fizeram 23/20 antes de fechar o set inicial.

No segundo, o time nacional iniciou na frente, mas levou a virada. O empate veio em 8/8, mas a equipe da casa não embalou. Os canadenses aproveitaram o melhor momento e abriram 21/16 até empatarem o jogo, com o placar de 25/17 na parcial.

O terceiro set teve o início mais equilibrado do duelo. Os canadenses abriram breve vantagem com 12/10. No entanto, o Brasil virou em 18/15. E não foram mais parados na parcial. Eles abriram seis pontos de vantagem e fecharam a parcial em 25/19.

A quarta parcial foi liderada pelo Brasil desde o início. Diante de um Canadá aparentemente abatido, os brasileiros comandaram o set sem sofrer ameaças e sacramentaram a vitória com o ponto de Maurício Borges.

O maior destaque da Seleção foi Wallace, maior pontuador da partida, com 18 acertos. Lucarelli contribuiu com 12 e Lucão, com 11. Pelo time canadense, Graham Vigrass anotou 15 pontos.

Com o triunfo, o Brasil despontou na liderança do Grupo J, que conta ainda com a Rússia, o próximo adversário da Seleção, nesta quinta-feira (6), às 15 horas.

Os dois melhores times da chave vão enfrentar nas semifinais os dois melhores do Grupo K, que tem Sérvia, França e Estados Unidos. Semifinais e a grande decisão serão disputadas no fim de semana.