Bruno Caboclo é afastado da Seleção Brasileira de basquete por indisciplina

  • Por EFE
  • 27/08/2017 13h25 - Atualizado em 27/08/2017 14h42
Bruno Caboclo senegou a deixar a quadra na partida contra o México pela Copa América

O ala Bruno Caboclo foi afastado neste sábado (26) da Seleção Brasileira de basquete por cometer um ato de indisciplina durante a partida pela segunda rodada do Grupo A da Copa América contra o México, que venceu o jogo por 99 a 76.

O gerente técnico da CBB (Confederação Brasileira de Basketball), Renato Lamas, se apresentou na entrevista coletiva posterior ao jogo para anunciar a decisão de afastar por “tempo indeterminado” o jogador do Toronto Raptors.

“Lamentavelmente Bruno Caboclo foi afastado da Seleção Brasileira por tempo indeterminado. Ele cometeu um ato de indisciplina”, anunciou Lamas, acrescentando que o ala “se negou a voltar para a quadra depois que foi substituído”.

Caboclo, que chegou a Medellín como uma das promessas na mudança de geração que o Brasil passa, não atendeu o chamado do técnico César Guidetti e do próprio Lamas e, por isso, não entrou em quadra para o segundo quarto.

No primeiro, antes de ser substituído, jogou 9 minutos e 22 segundos.

Lamas, que por coincidência estava sentando no banco quando o jogador de 21 anos não acatou a decisão do treinador, assegurou que Caboclo lhe disse que “não voltaria mais”, pois “não gostava de ficar no banco”.

“Sinto muito que isto esteja acontecendo neste momento”, acrescentou, antes de passar o microfone para Guidetti, visivelmente abatido depois da derrota para os mexicanos e que obriga o Brasil a vencer Porto Rico neste domingo (27) para continuar na competição

“A situação é difícil devido à grande diferença de pontos que não esperávamos que acontecesse. Temos que superar isto rapidamente, fazer um grande jogo contra Porto Rico e conseguir nossa segunda vitória”, explicou Guidetti.