Campeãs brasileiras de basquete inspiram jovens atletas no interior de São Paulo

  • Por Jovem Pan
  • 08/11/2018 18h25
DivulgaçãoO Vera Cruz Campinas/Valinhos é um dos participantes da Liga NESCAU Jovem Pan

Na elite do basquete feminino nacional, o time do Vera Cruz, de Campinas, é o número um. Mas, em vez de só aproveitar o sucesso do time principal, o clube também aposta no futuro já está preparando a próxima geração de campeões.

O atual campeão brasileiro mantém categorias de base em parceria com a Secretaria de Esportes de Valinhos e é um dos participantes da Liga NESCAU Jovem Pan, uma das maiores competições estudantis do país, com mais de sete mil alunos/atletas de 300 instituições de ensino e associações.

O Vera Cruz Campinas/Valinhos compete na categoria pré-mirim feminina, para atletas até 12 anos. Vice-campeã no ano passado, luta para estar nas finais nesta temporada para levantar o título. “Nossas equipes disputam também outras competições, mas a Liga é fantástica para incentivar o esporte nas escolas. Uma grande iniciativa em um país que, infelizmente, não valoriza a atividade esportiva nas instituições de ensino”, afirma Rodrigo Ramos, técnico da equipe.

Diversidade

Além da equipe feminina de basquete do Vera Cruz, a região de Campinas conta com outros representantes da Liga, como os times das escolinhas de iniciação esportiva da prefeitura de Vargem Grande Paulista. Ao todo, a cidade inscreveu 45 meninos e meninas em diversas modalidades, como vôlei, atletismo e futsal.

A presença de times como o do Vera Cruz Campinas/Valinhos e Vargem Grande Paulista comprovam o aumento da presença feminina na Liga NESCAU Jovem Pan. Em 2018, pela primeira vez, o número de meninas ultrapassa o de meninos. São 51% de participação feminina e 49% masculina, enquanto no ano passado, a proporção era de 54% a 46% em favor dos garotos.