COI destinará US$ 800 milhões para cobrir adiamento de Tóquio 2020

  • Por Jovem Pan
  • 14/05/2020 19h12
Laurent Gillieron/EFEThomas Bach anunciou empenho de US$ 800 milhões no adiamento dos Jogos

O Comitê Olímpico Internacional (COI) vai destinar US$ 800 milhões para cobrir os gastos gerados pelo adiamento das Olimpíadas de Tóquio. O anúncio foi feito pelo presidente da organização, o alemão Thomas Bach.

Cerca de US$ 150 milhões do montante vão ser distribuídos entre os grupos do Movimento Olímpico, especificamente as federações e comitês olímpicos internacionais. A ideia é que o dinheiro seja investido para a continuidade dos programas de apoio aos atletas.

O restante do valor vai cobrir as consequências econômicas do adiamento. A quantia virá dos próprios fundos do COI, que incluem verbas da Fundação Olímpica.

A decisão foi tomada após uma reunião da Diretoria Executiva do comitê internacional feita por videoconferência. A 136ª Assembleia Plenária do COI, em 17 de julho, também deve ser organizada via internet.

Em março, o COI e o governo do Japão concordaram em adiar os Jogos diante da grave crise causada pelo novo coronavírus.

Bach ainda falou sobre a possibilidade de um novo adiamento, caso a pandemia não tenha sido controlado. “Estamos comprometidos com o sucesso dos Jogos a partir do dia 23 de julho de 2021, organizados em um ambiente saudável para todos os participantes. O grupo de trabalho criado para este fim está fazendo todo o esforço e ouvindo todas as recomendações dos especialistas para fazer a abertura dos Jogos em um ano e dois meses, e não há necessidade de alimentar qualquer especulação sobre desenvolvimentos futuros”, declarou.

* Com EFE