Cuba critica boicote diplomático aos Jogos Olímpicos de Inverno em Pequim

Estados Unidos, Austrália, Canadá e outros países anunciaram que não enviarão autoridades à China

  • Por Jovem Pan
  • 10/12/2021 19h25
Pixabay Bandeira de Cuba Comitê Olímpico de Cuba se manifestou por meio de carta

O Comitê Olímpico Cubano (COC) criticou nesta sexta-feira, 10, o boicote diplomático dos Estados Unidos e demais países aos Jogos Olímpicos de Inverno de 2022, em Pequim, por ‘razões estritamente políticas’. “O COC lamenta a decisão de vários países ocidentais de não enviar equipes diplomáticas aos Jogos, o que só afeta as suas próprias delegações e o espírito de fraternidade do evento”, afirmou o Comitê entidade em carta publicada no portal “Jit”. A entidade expressou “confiança” no papel do Comitê Olímpico Internacional (COI) sobre o assunto e “no valor dos recentes debates sobre a forma como o olimpismo deve abordar o ambiente social e político em que opera, tanto dentro como fora dos Jogos”.

Os Jogos Olímpicos de Inverno, que não contam com a participação de Cuba, serão disputados de 4 a 20 de fevereiro na capital chinesa, que recebeu os Jogos Olímpicos de Verão em 2008. Os Estados Unidos, Austrália e Canadá decidiram não proibir a participação de atletas, o que teria significado um boicote completo aos Jogos, para não “penalizar” aqueles que estão treinando há meses ou anos para competir. O governo americano foi quem puxou a fila e tomou esta decisão em protesto contra as violações dos direitos humanos na China.

*Com informações da EFE