Dwight Howard: dedicação ao combate ao racismo é mais urgente que 1º título na NBA

  • Por Jovem Pan
  • 14/06/2020 20h57
Reprodução/FacebookHoward: "Eu adoraria ganhar meu primeiro campeonato da NBA. Mas a unidade do meu povo seria um campeonato ainda maior"

Os Lakers são favoritos para a conquista do próximo título da NBA, mas para o pivô Dwight Howard, o retorno da temporada, paralisada por causa do coronavírus, não é mais importante que o combate ao racismo no país. A opinião é compartilhada por Kyrie Irving, do Brooklyn Nets, também contrário ao reinício da temporada.

Ambos apoiam a onda de manifestações que tomou conta do país após a morte de George Floyd, o segurança negro que foi asfixiado por um policial branco em Minneapolis.

A NBA marcou a retomada do campeonato para 31 de julho, com as 22 franquias brigando pelo título no complexo esportivo da Disney, em Orlando, na Flórida.

“Eu concordo com Kyrie. Basquete ou qualquer tipo de entretenimento não são necessários no momento e serão apenas uma distração. Claro que pode distrair os jogadores, mas temos recursos (financeiros) disponíveis, e a maioria de nossa comunidade não tem”, afirmou Howard, em entrevista à CNN americana.

Dwight joga na principal liga de basquete dos Estados Unidos há 16 temporadas, já participou de oito All-Star Games. Foi eleito em cinco temporadas para o quinteto ideal da NBA, e o melhor jogador defensivo da liga em três edições, mas pela primeira vez está muito próximo de ser campeão na temporada.

“Eu adoraria ganhar meu primeiro campeonato da NBA. Mas a unidade do meu povo seria um campeonato ainda maior. Isso é muito bonito demais para deixar passar. Quer melhor hora do que agora para nos concentrarmos em nossas famílias?”, perguntou o jogador.

* Com Estadão Conteúdo