Fórmula 1 diz que apoia manifestações de Lewis Hamilton contra o racismo

  • Por Jovem Pan
  • 08/06/2020 13h17
EFE/EPA/MICHAEL DODGELewis Hamilton é piloto da Mercedes

Lewis Hamilton é o piloto mais ativista na luta contra o racismo. Depois da morte de George Floyd, homem negro que foi asfixiado por um policial branco nos Estados Unidos, o britânico da Mercedes passou a fazes ainda mais declarações sobre o preconceito racial e incentivando os protestos realizados em várias partes do mundo.

Ross Brawn, diretor da F1, afirmou nesta segunda-feira (8) que a entidade apoia as reivindicações do piloto inglês. “O Lewis é um grande embaixador do esporte. Os comentários deles são válidos e o apoiamos completamente. O que aconteceu (com George Floyd) foi horrível. Acontece demais e acho que já sabemos qual a reação do público. Foi a gota d’água e nós o apoiamos completamente”, disse à “Sky Sports”.

Chefe da Fórmula, Brawn comentou que está tentando trazer mais profissionais negros para a principal competição de autobomobilismo do planeta.

“Nós enquanto F1 reconhecemos já há alguns anos que queremos reforçar nosso programa de diversidade, de forma interna, como companhia, e de forma externa. Estamos trabalhando nisso há alguns anos”, declarou.

“Acreditamos que o motivo de não haver mais diversidade na F1 é um reflexo de como tudo começa. Por isso estamos vendo uma forma de estarmos mais envolvidos nisso com o “F1 nas escolas”.. Sempre apoiamos, mas nos envolvemos ainda mais nos últimos dois anos. E esse é um programa com uma forte diversidade das crianças envolvidas – 40% delas são meninas. É um bom começou. E como é uma competição internacional, temos pessoas de todos os grupos”, completou Brawn.