Fórmula 1 rompe contrato para realização do Grande Prêmio da Rússia

Desta forma, a cidade de São Petersburgo, que passaria a receber a etapa russa a partir do próximo ano, não mais a sediará, como já havia acontecido com a final da Liga dos Campeões

  • Por Jovem Pan
  • 03/03/2022 10h56 - Atualizado em 18/03/2022 14h15
Kirill Kudryavtsev/EFE GP da Rússia A Fórmula 1 rompeu o contrato com o GP da Rússia

A Fórmula 1 anunciou nesta quinta-feira, 3, que rescindiu o contrato firmado até 2025 para a realização do Grande Prêmio da Rússia, que vinha sendo disputado no circuito de Sochi. A decisão faz parte das sanções da categoria contra Vladimir Putin, presidente russo que determinou a invasão e os ataques contra a Ucrânia, na semana passada. “A Fórmula 1 pode confirmar que cancelou o contrato com o Grande Prêmio da Rússia, o que quer dizer que a Rússia não terá uma corrida no futuro”, indicou comunicado emitido pela organização da competição”, comunicou a entidade. Desta forma, a cidade de São Petersburgo, que passaria a receber a etapa russa a partir do próximo ano, não mais a sediará, como já havia acontecido com a final da Liga dos Campeões, o principal torneio de clubes do mundo, que seria realizada em maio.

*Com informações do Estadão Conteúdo