Fratus avança à final dos 50m livre em 3º; Cielo fica com a última vaga

  • Por Jovem Pan com Estadão Conteúdo
  • 28/07/2017 13h19 - Atualizado em 28/07/2017 13h53
Bruno Fratus liderou as duas eliminatórias nos 50m

Os brasileiros Bruno Fratus e César Cielo avançaram à final dos 50m em nado livre após semifinal disputada nesta sexta-feira (28) em Budapeste, na Hungria, no Mundial de Esportes Aquáticos. Eles disputarão a decisão somente neste sábado (29).

Fratus venceu a segunda bateria das semifinais com o tempo de 21s60, pouco acima dos 21s51 que registrou nas eliminatórias. “A transição do submerso para a natação, no começo, foi um pouco funda. Só me liguei em ganhar a prova e me certificar de que estava na final”, disse o nadador, em entrevista ao Sportv.

Um dos favoritos à medalha de ouro, Fratus registrou o terceiro melhor tempo das semifinais, empatado com o britânico Benjamin Proud. Cielo teve mais dificuldade, principalmente na segunda metade da prova. Ele bateu em quinto lugar na mesma bateria de Fratus, com 21s77, com tempo melhor do que o da manhã (21s99). Avançou à final com a oitava marca, deixando o australiano Cameron McEvoy, com 21s81, de fora.

“Meu objetivo era entrar na final. Estou feliz de estar de volta. Depois de cinco meses de treino, estou me colocando no meio das feras. Não tenho nada a perder amanhã [sábado]. Tudo pode acontecer. Minha primeira medalha importante na vida veio na raia oito”, disse o brasileiro.

Cielo vai nadar na raia número oito por ter sido o último classificado à final. Por ficar localizada na extremidade da piscina, a raia costuma sofrer mais com as ondulações geradas pelos outros nadadores. “Vou nadar sem pressão, tentar baixar mais um pouquinho meu tempo, ver o que acontece”, comentou o dono do recorde mundial da prova (20s91), registrado no fim de 2009, ainda na era dos supermaiôs.

O nadador mais rápido das semifinais foi o norte-americano Caeleb Remel Dressel, com 21s29. O russo Vladimir Morozov, um dos favoritos na prova, registrou o segundo melhor tempo, com 21s45, sendo seguido por Benjamin Proud e Fratus (ambos com 21s60). O grego Kristian Gkolomeev e o finlandês Ari-Pekka Liukkonen avançaram com o quinto tempo (21s71), e o polonês Pawel Juraszek (21s74) foi o sétimo.