Fratus se recupera e conquista a prata nos 50m livre no Mundial de Budapeste

  • Por Jovem Pan com EFE
  • 29/07/2017 12h57 - Atualizado em 29/07/2017 13h50
Bruno Fratus fez o melhor tempo da carreira 21s27, no Mundial de Budapeste

O brasileiro Bruno Fratus conquistou a medalha de prata nos 50m nado livre, no Mundial de Esportes Aquáticos, em Budapeste, na Hungria. O brasileiro largou na raia seis e não teve uma boa saída, mas se recuperou nos metros finais e protagonizou um duelo emocionante com o norte-americano Caeleb Dressel, que ficou com o ouro. O bronze foi para o britânico Benjamin Proud (21s43).

Com o tempo de 21s27, Fratus estabeleceu a melhor marca da carreira, enquanto a sensação dos Estados Unidos fez 21s.15. Cesar Cielo, que nadou na raia 8, ficou com o oitavo tempo (21s83).

“Acabou o pesadelo do Rio. Estou muito feliz com a minha prova. Melhor mundial da minha, mas o cara é um monstro”, declarou Bruno Fratus ao término da prova.

O título mundial marca o “renascimento” de Fratus, após a frustração por ter terminado na sexta colocação nos Jogos Olímpicos do Rio 2016. Já o tricampeão mundial da prova (2009, 2011 e 2013), Cesar Cielo ainda deve seguir competindo aos 30 anos, apesar dos rumores de aposentadoria.

Esta foi a segunda medalha de Fratus no Mundial de Budapeste, depois da prata conquistada no revezamento 4x100m livre, ao lado de Cielo, Marcelo Chierighini e Gabriel Santos. O nadador, de 28 anos, ainda deve participar da equipe que disputará o 4x100m medley, amanhã.

Nesta edição da competição, o Brasil chega agora a marca de oito medalhas, com dois ouros, de Ana Marcela Cunha, na maratona aquática de 25km, e Etiene Medeiros, nos 50m costas. Além disso, são quatro pratas e mais dois bronzes.