Hamilton cumpre promessa, mas vê pontos perdidos como ameaça ao título

  • Por Estadão Conteúdo
  • 30/07/2017 14h16
Reprodução / Twitter / Mercedes-AMG F1 Hamilton cumpriu o combinado pela equipe e deixou Bottas voltar ao terceiro lugar

O inglês Lewis Hamilton cumpriu a promessa e devolveu, quase na reta final, a posição ao companheiro de Mercedes, Valtteri Bottas. Assim, o finlandês terminou o GP da Hungria de Fórmula 1 na terceira colocação. Relegado ao quarto posto, o inglês destacou a promessa cumprida ao fim da prova, mas não escondeu a preocupação com os três pontos perdidos.

Se tivesse terminado em terceiro, Hamilton estaria a 11 pontos do líder Sebastian Vettel no campeonato. Mas, como quarto, viu a diferença aumentar para 14. “Espero que eu não perca o campeonato por causa destes pontos”, declarou Hamilton.

O inglês largou em quarto neste domingo e chegou a figurar em sexto no início da prova. Mas ocupou o quarto posto durante a maior parte do tempo. Na metade final da corrida, por ter melhor rendimento que Bottas, ganhou a chance de passar o rival, por ordem da equipe. Mas tinha uma condição: se não alcançasse os carros da Ferrari de Vettel e de Kimi Raikkonen, teria que devolver a posição a Bottas.

“O campeonato está difícil, mas eu sou um homem de palavra”, disse o inglês. “Espero que, pela forma como pilotei hoje (domingo), e como me comportei no fim da prova, mostrem a todos que sou um piloto de equipe e um homem de palavra”, reforçou o tricampeão mundial.

Aliviado, Valtteri Bottas comemorou o lugar no pódio. “A equipe me prometeu que faríamos a troca de volta. Eles mantiveram a promessa, o que me deixou muito feliz. Eu não acho que todo piloto faria este tipo de troca, perdendo a vaga no pódio”, comentou o finlandês, em elogio a Hamilton.