Jogador passa 14 anos achando que namorava modelo Alessandra Ambrosio e perde milhões

‘É como se tivesse acordado de um coma que me fez perder décadas de vida’, disse Roberto Cazzaniga, após descobrir o esquema

  • Por Jovem Pan
  • 25/11/2021 11h28 - Atualizado em 25/11/2021 12h24
Reprodução/Instagram/@PassioneFotoSonia/alessandraambrosioJogador italiano caiu em golpe e acreditou que namorava modelo Alessandra Ambrosio por 15 anos

Roberto Cazzaniga, jogador de vôlei da 2ª divisão da Itália, disse nesta quarta-feira, 24, que foi vítima de um golpe, onde acreditava que namorava virtualmente a modelo Alessandra Ambrosio. Em entrevista concedida à emissora local “TV Le Iene”, o atleta de 42 anos contou que a história começou em 2008, ou seja, há 14 anos, quando uma amiga chamada Manuela passou o contato telefônico de uma mulher, conhecida como “Maya”. Nos primeiros contatos, ela afirmou que, na verdade, era a famosa modelo brasileira, uma das mais consagradas do mundo e que possui 10 milhões de seguidores do Instagram. Com o passar do “relacionamento”, Cazzaniga revelou que chegou a transferir 700 mil euros (na cotação atual, cerca de R$ 4,5 milhões) para a quadrilha.

“Não, nós nunca nos conhecemos, nunca. Ela deu mil desculpas, doença, trabalho. E ainda assim me apaixonei por aquela voz, uma chamada após a outra, como uma pera cozida. Contatos apenas no celular, quase que diariamente. Ligava antes de eu ir treinar. Ou à noite, na hora de dormir. Como consegui dar todo aquele dinheiro para ela? Nem sei ao certo, mil euros aqui, outros dois mil ali… No final chegamos a um total de 700 mil. Passado este pesadelo, é como se tivesse acordado de um coma que me fez perder três décadas de vida”, disse o jogador ao jornal “Corriere dela Serra”.

Ao veículo de comunicação, Cazzaniga conta que “nunca tinha dúvidas” quanto ao namoro com Alessandra Ambrosio, mas que foi alertado sobre a veracidade do relacionamento pelos colegas de clube. Segundo a mídia italiana, a quadrilha começou a pedir dinheiro, afirmando que o caixa eletrônico havia sido bloqueado devido a um problema ligado a uma herança. Após os questionamentos dos companheiros de time, uma investigação da polícia descobriu que três pessoas estavam envolvidas no esquema. A primeira foi Manuela, que passou o contato de “Maya”, o namorado de Manuela, e uma mulher de 50 anos, chamada Valeria e que fingia ser Alessandra Ambrosio nas ligações.