Massa assume erro após batida em treino e lamenta: “Dia para esquecer”

  • Por Estadão Conteúdo
  • 25/08/2017 16h45 - Atualizado em 25/08/2017 16h56
EFE Felipe Massa bateu na sessão da manhã e ficou impossibilitado de registrar tempos durante a atividade

O brasileiro Felipe Massa viveu uma sexta-feira (25) “para esquecer”, conforme ele mesmo definiu. No primeiro dia de treinos livres para o GP da Bélgica de Fórmula 1, em Spa-Francorchamps, o brasileiro bateu na sessão da manhã e ficou impossibilitado de registrar tempos durante a atividade.

“Foi um dia para esquecer para mim. Na primeira volta, fiz uma virada mais brusca na curva sete quando toquei na zebra. Foi erro meu e eu me sinto realmente desapontado por fazer apenas uma volta no dia. Não foi positivo para o fim de semana, porque você perde duas sessões assim e fica mais difícil entender tudo sobre o carro”, declarou.

Quando a sessão da manhã nesta sexta tinha ainda apenas 17 minutos (de 1h30min de duração), o piloto da Williams perdeu o controle do carro, saiu da pista e atingiu a barreira de proteção. O treino chegou a ser interrompido, com bandeira vermelha, e o brasileiro ficou sem registrar tempo.

Na segunda sessão, Massa nem entrou na pista porque a equipe decidiu trocar o chassi do seu carro, danificado pela batida, e as regras da Fórmula 1 vetam dois chassis diferentes para o mesmo carro no mesmo dia. Com isso, o brasileiro fez um retorno frustrado às pistas, depois de ficar de fora do GP da Hungria, na etapa passada, por ter passado mal antes do treino classificatório.

“Amanhã (sábado), será um dia para aprendermos tudo do zero. Eu acho que o treino não foi bom para o Lance (Stroll, companheiro de Williams) também. Olhando para o carro, não pareceu tão competitivo quanto queremos. Há muito para aprendermos e entendermos amanhã, e estou realmente esperançoso de que poderemos evoluir”, disse o piloto.