Massa isenta Vettel por jejum da Ferrari: ‘A última vez que venceu um título foi em 2008’

  • Por Jovem Pan
  • 27/05/2020 15h39 - Atualizado em 27/05/2020 15h49
EFEMassa: "É verdade que, pela equipe, passaram muitos bons pilotos e não puderam vencer, mesmo em 2008"

Piloto da Ferrari entre 2006 e 2013, o brasileiro Felipe Massa isentou Sebastian Vettel do jejum vivido pela escuderia italiana na Fórmula 1. Desde que foi contratado, o alemão chegou perto de vencer o campeonato, mas foi superado por Lewis Hamilton.

“Ele venceu quatro campeonatos (todos pela Red Bull) e muitas corridas em sua carreira. E também na Ferrari, acho que foi muito bem. Ele venceu muitas corridas e até lutou por campeonatos. É preciso dizer que ele nunca teve um carro para se tornar campeão”, disse à Sky Sports.

Em 2017 e em 2018, Sebastian Vettel liderou o mundial de pilotos em toda a primeira metade do campeonato, mas foi superado por Hamilton ao decorrer do ano. Depois de seis temporadas na Ferrari, nas quais conquistou 14 vitórias e 12 poles, o alemão anunciou que o acordo entre as partes se encerra no fim de 2020. O espanhol Carlos Sainz Jr já foi contratado, e será o companheiro de equipe de Charles Leclerc.

“Você não pode se esquecer de que a última vez que a Ferrari venceu um título (de construtores) foi em 2008. É verdade que, pela equipe, passaram muitos bons pilotos e não puderam vencer, mesmo em 2008, quando estive ali e não tivemos o carro ou a equipe para vencer”, ressaltou Massa. “Fernando Alonso fez, definitivamente, um grande trabalho em 2010. Chegou ao limite na luta pelo título, mas talvez, para ser sincero, o carro não era capaz de ser campeão naquele ano. Na minha opinião, ele fez um trabalho impressionante”, lembrou.

Alonso ficou muito perto de ser campeão pela Ferrari em duas oportunidade – a primeira em 2010 e a segunda em 2012. Em ambas, ele perdeu o título justamente para Vettel, que em 2015 foi contratado para o seu lugar.

“Todos os pilotos que passaram por ali, Sebastian, Kimi (Raikkonen), não puderam ganhar porque a equipe não foi completamente perfeita para vencer a temporada, de modo que isso não tem relação com Sebastian. Ele fez muitas grandes corridas, venceu muitas corridas ou lutou por vitórias e sempre esteve à frente do seu companheiro de equipe, mesmo sendo este um bom colega e campeão do mundo como Kimi”, comentou Massa, que também destacou o trabalho feito por Leclerc no seu primeiro ano na Ferrari.

“Talvez, no ano passado, as coisas mudaram um pouco. Não podemos nos esquecer do que fez Charles. É um piloto que acompanho desde o kartismo, mostrou que é um grande talento e que pode ser campeão ou um piloto de ponta na equipe em que esteja. Sebastian sofreu alguma pressão e talvez isso levou a Ferrari a tomar uma posição”, completou.

Sobre o futuro de alemão na Fórmula 1, Massa acredita que a aposentadoria seria um caminho natural. “Para estar na equipe, ele precisa estar 100% na certeza de que ele quer ficar e a equipe também. Se ele vai ficar na F1 ou não, é uma outra questão”.

* Com Estadão Conteúdo

  • Tags: