Michael Jordan revela ter ‘fugido’ de festa com cocaína, maconha e mulheres nos Bulls

  • Por Jovem Pan
  • 21/04/2020 13h40
Julien de Rosa/EFEMichael Jordan é considerado o maior jogador de basquete de todos os tempos

Lenda do basquete, Michael Jordan contou que precisou se esquivar de uma festa regada a drogas ilícitas e mulheres durante uma pré-temporada no Chicago Bulls. A história foi contada no documentário “The Last Dance”, lançado na plataforma de streaming Netflix, no último domingo (19).

“Teve um evento na pré-temporada. Estava num hotel à procura dos meus companheiros de equipe. Comecei a bater nas portas até que, numa delas, ouço uma voz dizendo: ‘alguém está lá fora’. Depois escutei outra voz: ‘Quem é?’ Disse que era o MJ (Michael Jordan). Então abriram a porta, entrei e praticamente toda a equipe estava lá. Haviam coisas que nunca tinha visto na vida. Linhas de cocaína de um lado, outros fumando maconha do outro, mulheres… A primeira coisa que disse foi: ‘Estou fora’. Só pensava que, se me viam, era tão culpado como todos os outros. A partir daquele momento, estava mais ou menos sozinho”, lembrou a estrela.

Jordan afirmou que sequer ingeria bebidas alcoólicas durante seu período de atleta. De acordo com o norte-americano, sua conduta sempre foi condizente com a de um jogador profissional.

“Jogava cartas e via filmes. Não ia a baladas, não fumava, não consumia cocaína e, naquele momento, não bebia. Só queria descansar um pouco para estar bem e jogar basquete”, cravou.

Considerado o maior jogador de basquete de todos os tempos, Michael Jordan jogou no Chicago Bulls e no Washington Wizards, equipe pela qual se aposentou em 2003.