Na última volta, Vettel supera Hamilton em treino e conquista pole no Canadá

  • Por Jovem Pan
  • 08/06/2019 16h56
VALDRIN XHEMAJ / EFEAlemão obteve a 56ª pole da carreira e deixou o atual campeão e líder do campeonato na segunda posição

O alemão Sebastian Vettel (Ferrari) quebrou um jejum de mais de dez meses sem cravar uma pole position ao ter sido o primeiro colocado do treino oficial do Grande Prêmio do Canadá de Fórmula 1 neste sábado (08), em Montreal, superando o britânico Lewis Hamilton (Mercedes) “no apagar das luzes”.

Hamilton, que largou à frente duas vezes neste ano até agora, marcou o tempo de 1min10s446, até então recorde da pista, e deu a impressão de que seria o mais rápido novamente. Entretanto, Vettel, que recebeu a bandeirada de fim de sessão depois, o superou em 0s206, obteve a 56ª pole da carreira e deixou o atual campeão e líder do campeonato na segunda posição.

A segunda fila no circuito Gilles Villeneuve será aberta pelo outro piloto da Ferrari, o monegasco Charles Leclerc, terceiro melhor do dia, a 0s680 do companheiro de equipe. Ao seu lado no grid, na quarta posição, aparecerá o surpreendente Daniel Ricciardo, que obteve sua melhor posição em treinos classificatórios desde que trocou a Red Bull pela Renault.

Por falar na escuderia austríaca, apenas um de seus pilotos se colocou no top 10, o francês Pierre Gasly, quinto colocado, enquanto o holandês Max Verstappen ficou apenas em 11º lugar. Outro que decepcionou foi o vice-líder do Mundial, o finlandês Valtteri Bottas, sexto.

Também terminaram entre os dez primeiros, da sétima à décima posições, nessa ordem, o alemão Nico Hulkenberg, da Renault, o britânico Lando Norris e o espanhol Carlos Sainz Jr., ambos da McLaren, e o dinamarquês Kevin Magnussen, da Haas.

O treino foi marcado pela batida forte de Magnussen no chamado “Muro dos Campeões”, na entrada da reta principal. O acidente aconteceu nos instantes finais do Q2 e acabou prejudicando Verstappen, que não conseguiu completar sua última volta rápida, ficou fora do Q3 e terminou a classificação em 11º lugar.

O piloto da casa Lance Stroll (Racing Point) frustrou a torcida local e obteve a antepenúltima posição, à frente apenas das Williams do britânico George Russell, 19º colocado, e do polonês Robert Kubica, último

Com Agência EFE