Provocações, microfone desligado e discussão com pai: como foi a coletiva de Floyd e McGregor

  • Por Jovem Pan
  • 12/07/2017 10h11 - Atualizado em 12/07/2017 10h59
Conor e Floyd ficaram frente a frente pela primeira vez nesta terça-feira

Na noite da última terça-feira (11), os lutadores Conor McGregor e Floyd Mayweather ficaram frente a frente pela primeira vez desde o anúncio da “superluta”, marcada para 26 de agosto, em Las Vegas. E como já era de se esperar, o que não faltou foram provocações.

O encontro foi a primeira coletiva de imprensa de divulgação do combate entre o dono do cinturão dos leves do UFC contra o campeão invicto do boxe. Conor, que somente agora está se dedicando à “nobre arte” das lutas, garante que acabará com a invencibilidade de Mayweather rapidamente.

“Estou honrado de estar aqui. Ele está ferrado. Só estou aproveitando, tendo bons momentos. Não passa de 4 rounds. Não sinto ele, não sinto que ele está nessa luta. Não sei muito o que dizer, apenas quero sentir esse momento. Meu filho é a maior motivação que posso ter”, afirmou o lutador irlandês.

Em se tratando de McGregor, provocar somente nas palavras é muito pouco, tanto que a sua academia tem um mural gigante com um desenho dele dando um cruzado em Floyd. E na coletiva desta terça em Los Angeles não foi diferente. Conor vestia um terno cujas riscas eram formadas por inúmeros “fuck you”.

Floyd pouco falou durante o encontro, mas quando foi ao microfone empolgou os torcedores presentes, principalmente ao fazer jus ao seu apelido de “Money” e responder à altura as provocações de Conor:

“Vou mostrar do que um lutador de verdade é feito. Ele se veste bem para um cara de sete ou oito dígitos, mas eu sou um lutador de nove dígitos. Esse otário ganhou US$ 3 milhões em sua última luta. Isso é dinheiro de treino para mim. Eu vou atrás dele, é isso que eu vou fazer. Agora estou velho. Não sou o mesmo de 20, 10, cinco ou dois anos atrás, mas tenho o suficiente para te vencer’, disparou Mayweather.

O campeão do boxe vestia um moletom durante o evento. O fato, obviamente, não passou desapercebido por McGregor. “Que diabos ele está vestindo? Veja se isso é roupa para aparecer em um evento dessa importância! Ele está vestindo roupa de correr, não consegue nem pagar por um terno agora!”, ironizou o irlandês.

Desacostumado com o formato das coletivas de boxe, muito mais formal que as do UFC, onde interrupções são comuns, McGregor chegou a ter o seu microfone desligado durante o discurso de Mayweather.

Após as falas de cada um para o público, Conor e Floyd finalmente fizeram a famosa encarada, que durou cerca de cinco minutos, com direito a dancinha por parte do irlandês.

O clima tenso entre os dois lutadores se estendeu também aos bastidores do evento. Enquanto conversava com a imprensa após a encarada, McGregor chegou a discutir com o pai do seu desafiante, o ex-lutador Mayweather Senior. O irlandês culpou o pai de Floyd a arriscar a carreira perfeita de 49 lutas invicto com esse combate e disparou: “Fique quieto. Você tem quase 90 anos e está aí falando besteira”.

McGregor e Mayweather ficarão frente a frente novamente nesta quarta-feira (12), desta vez no Canadá. O evento também será promovido em Nova York e em Londres. Por fim, os lutadores subirão no ringue da T-Mobile Arena, em Las Vegas.