Recordista mundial e estrela olímpica, atleta do Quênia é assassinada a facadas 

De acordo com a Federação de Atletismo do Quênia, o principal suspeito de ter cometido o crime é o marido de Agnes Jebet Tirop

  • Por Jovem Pan
  • 13/10/2021 10h37 - Atualizado em 13/10/2021 10h42
REUTERS/Ibraheem Al Omari/File PhotoJebet Tirop, estrela olímpica e recordista mundial pelo Quênia, foi assassinada a facadas

A Federação de Atletismo do Quênia informou, na manhã desta quarta-feira, 13, que a atleta Agnes Jebet Tirop foi encontrada morta, com sinais de facadas. De acordo com o comunicado, o corpo da corredora de 25 anos foi encontrado por vizinhos, que escutaram barulhos na casa da esportista. Policial, o marido da queniana é o principal suspeito está foragido, ainda conforme o anúncio. Tirop, medalhista de bronze no último mundial dos 10 km em provas de rua, havia acabado de quebrar o recorde global da prova. Além disso, ela foi quarta colocada nos 5.000 m nas Olimpíadas de Tóquio-2020.

“O Quênia perdeu uma joia que era um dos gigantes do atletismo em ascensão mais rápida no cenário internacional. Ficamos muito perturbados ao saber sobre a morte prematura da medalhista de bronze mundial dos 10.000 metros, Agnes Jebet Tirop”, informou a Federação Queniana. “Nós oramos para que Deus conceda força à família e amigos neste momento difícil”, completou a entidade, que enalteceu os feitos da atleta, que vivia a expectativa de estar na Paris-2024.

Comunicado da Federação de Atletismo do Quênia

Comunicado da Federação de Atletismo do Quênia sobre o assassinato de Tirop