Relatório aponta que motor do helicóptero de Kobe Bryant não falhou antes do acidente

Causa mais provável da queda é a forte neblina durante o voo

  • Por Jovem Pan
  • 08/02/2020 10h39
EFE/EPA/ANDREW GOMBERTAtleta morreu no último dia 26 nos arredores de Los Angeles, na Califórnia

Um relatório elaborado pela Direção Nacional de Segurança do Transporte dos Estados Unidos (NTSB) apontou que não houve falhas no motor do helicóptero que transportava o astro do basquete norte-americano Kobe Bryant, sua filha Gianna e outras sete pessoas antes do acidente.

“As partes visíveis dos motores não mostraram evidências de uma falha interna não contida ou catastrófica”, afirmou a NTSB, determinando que o helicóptero não perdeu potência antes de bater contra uma montanha de Calabasas, no estado da Califórnia.

No momento da colisão, Kobe, de 41 anos, estava a bordo com a filha, de 13, e outras sete pessoas. Ele usava a aeronave para evitar os engarrafamentos de Los Angeles.

“Nossos investigadores conseguiram uma quantidade substancial de evidências sobre as circunstâncias desse trágico acidente e estamos certos de que poderemos determinar as causas, assim como qualquer fator que contribuiu para isso, de modo que façamos recomendações de segurança para evitar que acidentes como esse voltem a ocorrer”, afirmou o presidente da NTSB, Robert Sumwalt, em comunicado.

A causa mais provável para o acidente é a forte neblina na região na hora do acidente. Segundo a NTSB, o helicóptero caiu a uma velocidade superior a 600 metros por minuto antes do impacto fatal.

*Com EFE