Tenista ucraniana Elina Svitolina se recusa a jogar contra adversárias russas e bielorrussas

Atleta ainda acrescentou que não culpa oponentes por ações de Putin, mas diz que deveriam competir sob bandeira neutra

  • Por Jovem Pan
  • 01/03/2022 02h28
EFE Elina Svitolina posa com troféu conquistado em Taiwan Svitolina é considerada uma das estrelas do tênis na atualidade

A tenista ucraniana Elina Svitolina, número 15 no ranking mundial da WTA, anunciou nesta segunda, 28, que não jogará contra tenistas russas e bielorrussas em protesto contra a invasão da Rússia à Ucrânia, que contou com o apoio de autoridades de Belarus. Svitolina tinha estreia marcada no ATP 250 de Monterrey, no México, nesta segunda contra a russa Anastasia Potapova. “Gostaria de anunciar que amanhã não jogarei em Monterrey e não disputarei nenhuma partida contra tenistas russas e bielorrussas”, declarou à agencia ucraniana “Ukrinform”. A tenista alegou que “a situação atual requer uma posição clara das organizações: ATP, WTA e ITF”. “Portanto, nós, ucranianos, solicitamos que sigam as recomendações do Comitê Olímpico Internacional (COI) e admitam os atletas russos e bielorrussos apenas como atletas neutros”, argumentou. Svitolina deixou claro que não culpa os atletas russos pela agressão ordenada pelo presidente da Rússia, Vladimir Putin, no dia 24 de fevereiro.