Tiger Woods consumiu 5 medicamentos na noite em que foi encontrado em carro

  • Por EFE
  • 15/08/2017 14h09

Golfista Tiger Woods foi detido pela polícia norte-americana

Em maio, Tiger Woods foi encontrado em seu carro sob suspeita de consumo de drogas ilícitas

Ex-número 1 do mundo, o golfista americano Tiger Woods consumiu cinco diferentes medicamentos no dia 29 de maio deste ano, quando foi encontrado pela polícia dormindo dentro do carro, em uma rodovia da Flórida.

As informações constam no laudo toxicológico divulgado na noite desta segunda-feira (14) pelo escritório do xerife do Condado de Palm Beach. No organismo de Woods foram identificados os medicamentos Vicodin, Dilaudid, Xanax, Ambien e THC (tetrahidrocannabinol).

Na ocasião, a polícia deteve o jogador de golfe por suspeitar que ele dirigia sob efeito de substâncias proibidas.

O relatório confirma a versão oficial dada por Woods, que, na última quarta-feira, se disse culpado por dirigir de maneira irresponsável e aceitou participar de um programa de reabilitação. O americano, no entanto, negou estar sob efeito de drogas ilegais ou álcool.

A divulgação dos resultados toxicológicos do jogador, inclusive, só foi feita depois do fim da investigação criminal que as autoridades locais estavam realizando.

Não foi divulgado se Woods tinha receitas para todos os medicamentos, mas todos podem ser comprados sem qualquer receita. Além disso, o uso medicinal da maconha é legal no estado da Flórida.

Após a divulgação dos dados, Woods divulgou comunicado destacando que precisava dos remédios para conviver com fortes dores nas costas, local onde já foi operado quatro vezes, duas em menos de dois anos.

“Como já tinha dito, estive recebendo assistência profissional, para a administração de medicamentos. Recentemente, tentei, por minha conta, me tratar de dor nas costas e problemas para dormir, mas me dei conta que era um erro fazer sem adequada orientação”, explicou o golfista.