Time da NFL anuncia mudança de nome e logo após pressão antirracista

A equipe de Washington vai deixar de se chamar “Redskins”. Essa expressão tem conotação racista com os índios, povo nativo americano

  • Por Jovem Pan
  • 13/07/2020 17h08
Jim Lo Scalzo/EFEO Washington Redskins vai mudar de nome e também de logo. O antigo símbolo da equipe mostrava um índio com a pele vermelha

Um dos times mais tradicionais da NFL, a maior liga de futebol americano do mundo, o Washington Redskins anunciou nesta segunda-feira, 13, que vai mudar o nome e o logo da franquia. Devido aos recentes eventos antirracistas que aconteceram nos Estados Unidos e também pela pressão de patrocinadores e da comunidade, a equipe vai deixar de usar o termo “Redskins” (peles vermelha). Essa expressão tem conotação racista com os índios, povo nativo americano. A diretoria divulgou um comunicado afirmando que também vai buscar uma nova marca para a franquia. “Hoje, estamos anunciando que vamos retirar os Redskins do nome e logo após revisão. Dan Snyder (dono da franquia) e Coach Rivera (treinador) estão trabalhando para desenvolver um novo nome e design que vão realçar nosso orgulho, tradição desta rica franquia e inspirar nossos patrocinadores, fãs e comunidade pelos próximos 100 anos”, diz parte do comunicado.

O time foi batizado como “Redskins” em 1933, quando saiu de Boston para Washington e deixou de se chamar Braves. Em 2013, Dan Snyder, dono da franquia, chegou a dizer que o time nunca trocaria de nome. Tudo, porém, mudou há dez dias, quando um grupo de investidores de três patrocinadores da equipe escreveu cartas para as empresas pedindo que elas cortassem os vínculos comerciais com a franquia caso a mudança não fosse efetuada. “Esse processo permite que o time leve em consideração as honrosas tradição e história da franquia, assim como nossos pupilos, a organização, os patrocinadores, a NFL e a comunidade que ele tem orgulho de representar dentro e fora de campo”, afirmou Snyder.