Zverev perde e se despede do US Open na 2ª rodada; Shapovalov vence Tsonga

  • Por Estadão Conteúdo
  • 31/08/2017 09h34
Zverev era um dos favoritos ao título do Grand Slam de Nove York

Candidato a surpreender os trintões na briga pelo título do US Open, o jovem alemão Alexander Zverev se despediu de forma precoce do Grand Slam norte-americano na noite desta quarta-feira (30). O tenista de apenas 20 anos foi batido pelo croata Borna Coric pelo placar de 3 sets a 1, com parciais de 3/6, 7/5, 7/6 (7/1) e 7/6 (7/4). Em outro jogo desta noite, o jovem canadense Denis Shapovalov despachou o francês Jo-Wilfried Tsonga.

Atual número 6 do mundo, Zverev entrou no US Open como quarto cabeça de chave, no embalo dos títulos conquistados em Montreal (em final contra Roger Federer) e Washington. Mas já tivera dificuldade na estreia, contra o pouco conhecido Darian King, de Barbados. Na segunda rodada, diante de um rival com mais experiência no circuito, como Coric, Zverev acabou levando a virada.

Nesta noite, o alemão disparou 22 aces e 43 bolas vencedoras no total. No entanto, cometeu nada menos que 58 erros não forçados. As seguidas falhas minaram a confiança do jovem tenista a partir do terceiro set e Coric, que também tem 20 anos, aproveitou suas chances. Curiosamente, cada tenista só faturou uma quebra de saque em toda a partida. Zverev, porém, cedeu mais chances: 11 contra 7.

Antes do início da competição, o alemão era o mais cotado para surpreender o favoritismo do suíço Roger Federer e do espanhol Rafael Nadal, que venceram os três torneios de Grand Slam já disputados na temporada. Mais cedo, o australiano Nick Kyrgios, outro tenista da nova geração que poderia surpreender, também se despediu do US Open.

Na sequência, Borna Coric vai enfrentar o sul-africano Kevin Anderson, 28º cabeça de chave, que despachou o letão Ernests Gulbis por 6/3, 7/5 e 6/4.

Finalista de Wimbledon, o croata Marin Cilic também garantiu seu lugar na terceira rodada ao superar o alemão Florian Mayer, algoz do brasileiro Rogério Dutra Silva na estreia, por triplo 6/3. Cilic, quinto cabeça de chave, foi colocado na posição do escocês Andy Murray na chave, ocupando o lugar de cabeça dois, na prática, depois que o britânico desistiu do US Open após a definição da chave.

Sem Federer e Nadal do seu lado da chave, o croata enfrentará na sequência o argentino Diego Schwartzman, 29º pré-classificado, que eliminou o sérvio Janko Tipsarevic por 6/2, 6/4 e 7/5. Em razão da sua posição geral na chave, Cilic pode ter um caminho mais tranquilo até a segunda semana do Grand Slam.

Se Zverev não correspondeu às expectativas dos fãs, o jovem Denis Shapovalov justificou o status de promessa ao obter grande resultado nesta quarta. Com apenas 18 anos, ele derrubou o experiente francês Jo-Wilfried Tsonga, oitavo cabeça de chave, por 6/4, 6/4 e 7/6 (7/3).

Em seu melhor resultado num torneio de Grand Slam, o canadense vai enfrentar na sequência o britânico Kyle Edmund. Vindo do qualifying no US Open, Shapovalov chamou a atenção no Masters 1000 de Cincinnati, ao registrar grande campanha, com direito a uma vitória sobre Nadal.

OUTROS RESULTADOS – Também pela segunda rodada, avançaram cinco cabeças de chave em Nova York. Um deles foi Mischa Zverev, irmão de Alexander, ao superar o francês Benoit Paire em cinco sets. Além dele, venceram o espanhol Pablo Carreño Busta, o francês Lucas Pouille e os locais Sam Querrey e John Isner. Já o espanhol Albert Ramos-Viñolas e o luxemburguês Gilles Müller, dois dos pré-classificados, se despediram de forma precoce.

Pela mesma segunda rodada, avançaram ainda o italiano Thomas Fabbiano, o casaque Mikhail Kukushkin e o moldávio Radu Albot. Valendo pela rodada de abertura (jogos atrasaram por causa da chuva, na terça-feira), estrearam com vitória no US Open os espanhóis Feliciano López e Roberto Bautista Agut e o alemão Cedrik-Marcel Stebe.