Zverev sobe para sétimo em último ranking da ATP antes de mudança na liderança

  • Por Estadão Conteúdo
  • 14/08/2017 12h45
Alexander Zverev conquistou o seu segundo título de Masters nesta temporada

Uma semana antes de a liderança do ranking da ATP mudar de mãos, algo que ocorrerá após a disputa do Masters 1000 de Cincinnati, a principal movimentação na lista foi provocada por uma jovem promessa que mira se tornar o número 1 do mundo em um futuro próximo: Alexander Zverev.

O alemão faturou no último domingo o título do Masters 1000 canadense, disputado em Montreal, ao derrotar na decisão o suíço Roger Federer. Com isso, subiu da oitava para a sétima colocação no ranking, com 4.470 pontos. Foi o segundo título de Masters 1000 de Zverev – o outro foi em Roma, na Itália, também em 2017.

Essa é a melhor posição da carreira de Zverev. Com cinco títulos no ano, ele está atrás apenas do espanhol Rafael Nadal e do próprio Federer no ranking da temporada.

Nadal e Federer, aliás, vão disputar nesta semana, no Masters 1000 de Cincinnati, a condição de número 1 do mundo, sendo que o campeão assumirá essa condição, sem depender da campanha do rival.

Uma lesão no quadril vai impedir o britânico Andy Murray, o líder do ranking, com 7.750 pontos, de atuar no torneio norte-americano, o que vai tirá-lo da ponta da lista. Nadal, que parou na terceira rodada em Montreal, é o segundo colocado com 7 555 pontos, enquanto Federer vem logo atrás, com 7.145, após o vice-campeonato.

Atrás deles, estão dois tenistas que não vão jogar mais em 2017 por causa de lesões: o suíço Stan Wawrinka, o quarto, e o sérvio Novak Djokovic, o quinto colocado. O croata Marin Cilic, que não atuou no Canadá e também não jogará em Cincinnati, é o sexto.

Zverev é o sétimo, tendo ultrapassado o austríaco Dominic Thiem, eliminado na segunda rodada em Montreal. E o Top 10 é completado por dois tenistas que também caíram na segunda rodada no Canadá: o japonês Kei Nishikori e o local Milos Raonic.

Derrotado na estreia em Montreal, Rogério Dutra Silva caiu duas posições, para o 66º lugar. O brasileiro perdeu para o canadense Denis Shapovalov, que surpreendeu ao avançar até as semifinais do Masters 1000, onde foi o algoz de Nadal, o que o levou a ascender 76 postos, para a 67ª colocação. Thomaz Bellucci é o outro tenista do País entre os 100 melhores do mundo, na 74ª posição.

DUPLAS – Nas duplas, Marcelo Melo e Bruno Soares foram eliminados com seus parceiros na segunda rodada em Montreal. Melo segue na liderança do ranking de duplistas, enquanto Soares perdeu uma posição, passando a figurar em sétimo lugar.

Confira a classificação atualizada do ranking da ATP: 

1º – Andy Murray (GBR), 7.750 pontos
2º – Rafael Nadal (ESP), 7.555
3º – Roger Federer (SUI), 7.145
4º – Stan Wawrinka (SUI), 5.780
5º – Novak Djokovic (SER), 5.325
6º – Marin Cilic (CRO), 5.155
7º – Alexander Zverev (ALE), 4.470
8º – Dominic Thiem (AUT), 4.030
9º – Kei Nishikori (JAP), 3.285
10º – Milos Raonic (CAN), 3.230
11º – Grigor Dimitrov (BUL), 3.070
12º – Jo-Wilfried Tsonga (FRA), 2.770
13º – David Goffin (BEL), 2.560
14º – Roberto Bautista Agut (ESP), 2.425
15º – Tomas Berdych (RCH), 2.390
16º – Jack Sock (EUA), 2.335
17º – Pablo Carreño Busta (ESP), 2.305
18º – Lucas Pouille (FRA), 2.220
19º – John Isner (EUA), 2.110
20º – Sam Querrey (EUA), 2.060

66º – Rogério Dutra Silva (BRA), 723
74º – Thomaz Bellucci (BRA), 682
114º – Thiago Monteiro (BRA), 501