Pai de Neymar admite ter recebido € 40 milhões do Barça e cobra o Santos

  • Por Jovem Pan
  • 16/07/2015 17h47
Neymar pai e Neymar Jr prestarão depoimento à justiça espanhola na próxima terça (2)

A transferência de Neymar para o Barcelona continua causando controvérsias e despertando desconfianças entre as partes envolvidas. O presidente do Grupo DIS, Roberto Moreno, declarou na última quarta-feira (15), na Espanha, que se sentia traído por Neymar. Para se defender, Neymar da Silva Santos, pai do jogador do Barcelona, divulgou um comunicado oficial no site de sua empresa, a NN Consultoria, nesta quinta-feira (16), admitindo que recebeu 40 milhões de euros do clube espanhol.

Segundo ele, em 2011, em meio a propostas vindas do futebol europeu, a NN Consultoria, representante de Neymar, aceitou a proposta santista para que seu vínculo fosse renovado até o fim da Copa do Mundo de 2014. Após esse período, o jogador se tornaria “free agent” (agente livre), e pertenceria à NN. Se algum clube do exterior quisesse contratá-lo antes do fim de seu contrato com o Peixe, teria de pagar uma multa de 40 milhões de euros à empresa de Neymar pai e sua esposa, Nadine.

“Para acabar por completo com a polêmica […], esclareço definitivamente os pontos do contrato que firmei em 2011 com o F.C. Barcelona, que em sua parte principal versa de forma clara e evidente que não transacionei ‘direitos econômicos’ ou tampouco ‘direitos federativos’, escreveu Neymar pai. “Negociei, na verdade, um ‘direito futuro’, o direito de “free agent” […] do meu filho e atleta agenciado de escolher o seu novo clube conforme livre escolha”.

Portanto, o montante recebido pela NN, segundo o comunicado, não foi uma transação ilegal envolvendo o passe de Neymar, e sim o passe ao qual a empresa teria direito ao fim do contrato do jogador com o Santos. O clube paulista, ainda de acordo com a nota, deve à consultoria um valor correspondente a 10% dos direitos federativos do craque, vendido para o Barcelona em 2013.

“Aliás, o Santos F.C., por cláusula expressa em contrato livremente pactuado, tem a obrigação de pagar uma comissão de 10% (dez por cento), calculado sobre todo os proveitos econômico obtidos com a transação para a Neymar Sports, mas até agora não o fez. Oportunamente estes valores serão cobrados”. O valor pago pelo Barcelona ao alvinegro foi de 17 milhões de euros, e, por isso, o Santos deveria à NN 1,7 milhão de euros, o equivalente a 5,84 milhões de reais.

Em relação ao pedido da DIS, Neymar pai a acusou de tentar prejudicar sua família. “Aproveito para esclarecer ainda, sobre a polêmica criada pela DIS Esportes, que se dedica há mais dois anos em prejudicar a imagem do meu filho e atleta agenciado, da minha família e das minhas empresas, com falsas e midiáticas acusações de crime e com exposição indevida e negativa das nossas respectivas imagens”, disse. “Neste ponto, aliás, não hesitarei e, sem dúvida, oportunamente dedicarei parte do meu tempo a, em foro e procedimentos apropriados, combater e buscar reparações contra as injustas acusações motivadas pela pura e simples ganância dessa citada empresa”.