Palmeiras fez um bom negócio por Borja?

  • Por Jovem Pan com Estadão Conteúdo
  • 10/02/2017 11h17
Reprodução Twitter Borja está ansioso para definir seu futuro e torce para que o destino seja o Palmeiras

O Palmeiras acertou na noite dúltima quinta-feira a contratação do colombiano Miguel Borja. Segundo informações do repórter Fredy Júnior, da Rádio Jovem Pan, o clube alviverde, atual campeão brasileiro, vai pagar U$ 10 milhões (cerca de R$ 33 milhões) pelo atacante do Atlético Nacional, da Colômbia, para um contrato de cinco anos. 

A negociação, que se arrastou nos últimos dias e avançou após a ida do diretor de futebol palmeirense Alexandre Mattos para Medellín, só pôde ser concretizada com o aval da Crefisa, patrocinadora do clube, que se dispôs em ajudar a custear a contratação do atacante. Ainda de acordo com informações de Fredy Júnior, o valor será pago em três parcelas semestrais. 

Crefisa, que renovou o contrato com o Palmeiras nesta semana, também pagará para Borja metade do R$ 1 milhão de dólares (R$ 3,1 milhões) em luvas pela assinatura do vínculo com o Palmeiras. A outra metade será paga pelo clube. Além disso, a patrocinadora vai bancar parte do salário, ao dar ao clube R$ 200 mil por mês. Borja vai ganhar cerca de R$ 350 mil. 

O jogador preferiu o Palmeiras em vez de uma oferta da China pela visibilidade e pela oportunidade de ganhar pela segunda vez a Libertadores. A vontade dele foi decisiva, já que o Atlético Nacional preferia negociar com os chineses, que tinham uma proposta bem mais vantajosa. Detalhes do acerto com o clube colombiano é que atrasaram a oficialização.  

Palmeiras fez um bom negócio por Borja? 

Ouça o programa completo no áudio acima.