Palmeiras fica na frente duas vezes, mas cede empate na estreia da Libertadores

  • Por Jovem Pan
  • 16/02/2016 23h42
Mesmo fazendo atuando melhor em relação às últimas partidas

Um Palmeiras diferente das últimas partidas estreou na Libertadores na noite desta terça-feira (16), em Maldonado, Uruguai. Diante do River Plate-URU, Marcelo Oliveira mexeu na formação do time e colocou Robinho e Gabriel Jesus no banco. Em partes, deu certo: o ataque funcionou bem, mesmo em um jogo truncado e muito marcado, típico de Libertadores. Mas, mesmo assim, o time uruguaio conseguiu buscar o empate em duas oportunidades, e o jogo acabou em 2 a 2.

Diferentemente das últimas partidas, Marcelo Oliveira escalou o Verdão no 4-3-2-1, com Thiago Santos, Arouca e Jean como volantes, Dudu como meia armador e Erik e Barrios no ataque. A princípio, não funcionou. O jogo no primeiro tempo foi truncado, travado no meio de campo, sem chances de gol. Nenhuma das equipes conseguia trocar passes o bastante para chegar ao ataque com condições de finalizar.

A situação só mudou aos 34 minutos, quando, pouco depois de Erik pedir pênalti em jogada individual dentro da área, o alviverde recuperou a bola e armou boa jogada. Dudu dominou pelo meio e deu belo passe em diagonal para deixar Jean em grandes condições para, com um toque na saída do goleiro, abrir o placar com seu primeiro gol pelo clube.

Após o intervalo, um dos titulares que havia ficado no banco, Gabriel Jesus entrou no lugar de Erik. Mas, na retaguarda, as coisas pioraram para o Palmeiras. Aos 4 minutos, Schiappacasse invadiu a pequena área e foi derrubado por Fernando Prass. O árbitro deu pênalti, o qual Michael Santos bateu no canto esquerdo para deixar tudo igual.

Quando os problemas do time brasileiro pareciam se concentrar no meio de campo, Marcelo Oliveira voltou a mexer no ataque, colocando Alecsandro no lugar de Lucas Barrios. Deu certo. Após bola mal afastada pela defesa do River Plate, Zé Roberto levantou para Alecsandro dar grande passe de peito para Gabriel Jesus dominar e bater com categoria para restabelecer a vantagem palmeirense.

Se o ataque funcionou, a defesa do Palmeiras fez bem diferente. Em cobrança de escanteio, Montelongo apareceu totalmente livre na área e não precisou nem pular para cabecear direto para as redes e empatar novamente a partida. A partida então voltou a ficar muito marcada e sem chances de gol. Só no final o Verdão voltou a crescer, com finalização de Dudu de primeira, mas para fora. Pouco depois, Gabriel Jesus dominou pela esquerda e bateu por cima da meta, com perigo.

Disputando a primeira fase da Libertadores em uma chave difícil, o Palmeiras estreou com um empate fora de casa contra a equipe de menor tradição no Grupo B. O próximo compromisso será no dia 2 de março, contra o Rosario Central, no Allianz Parque.