Palmeiras não joga bem, vence Vilhena por 1 a 0 e jogará partida de volta

  • Por Jovem Pan
  • 12/03/2014 21h26

O PalmeirasPalmeiras e Vilhena se enfrentam em Rondônia

Entrando em campo com todo o favoritismo, o Palmeiras foi até Rondônia enfrentar o Vilhena no estádio Portal da Amazônia. E jogando com toda a responsabilidade em suas costas, o alviverde de Palestra Itália só conseguiu vencer por 1 a 0 e terá que jogar a partida de volta.

O único gol da partida foi marcado aos 42 minutos da etapa final, por Leandro, que havia entrado no segundo tempo.

Com o resultado, o Palmeiras não elimina a partida de volta na Copa do Brasil e volta a entrar em campo para enfrentar o Vilhena no dia 10 de abril, às 21h50 (de Brasília), quando recebe o rival de Rondônia, no estádio do Pacaembu.

O primeiro tempo foi bastante complicado para o Palmeiras, que teve dificuldades para criar boas chances em um gramado ruim e molhado e também sofreu com a marcação ajustada do Vilhena.

Aos 17 minutos, o Palmeiras chegou pela esquerda com Eguren, que fez o cruzamento, mas nenhum companheiro apareceu para concluir a gol.

A melhor chance de gol do primeiro tempo foi aos 29 minutos e foi do Vilhena. Depois de bobeada da zaga palmeirense, a bola chegou em Edilsinho que, em posição duvidosa, se esticou e finalizou de dentro da área, mas mandou o arremate para fora.

Dois minutos mais tarde, os donos da casa assustaram mais uma vez, quando Edilsinho cobrou falta na área do Palmeiras, João Paulo desviou de cabeça e obrigou Fernando Prass a desviar para escanteio.

No restante do primeiro tempo, as duas equipes não criaram mais chances de perigo e os únicos momentos de mais destaque foram quando Valdivia, do Palmeiras, e Alex Barcellos, do Vilhena, tomaram amarelos depois de cometeram faltas.

O Palmeiras começou melhor no segundo tempo e não demorou a criar chances de perigo. Logo nos primeiros segundos, Juninho cruzou para Alan Kardec, que cabeceou, mas o goleiro Dalton agarrou facilmente.

O Verdão partiu para cima e, aos cinco, Juninho cobrou falta da intermediária direto para o gol e acertou a trave. O mesmo Palmeiras teve outra grande oportunidade aos sete minutos, quando Juninho encontrou Vinicius sozinho na área, mas o atacante palmeirense perdeu um gol incrível.

Dois minutos mais tarde, Juninho, que seguiu bem no jogo, cruzou bem para Eguren, mas o volante cabeceou para fora.

Após as chances do Palmeiras, a equipe paulista caiu muito de produção e até chegou a tomar um susto, aos 20 minutos, quando João Leandro finalizou de canhota e exigiu boa defesa de Prass.

Depois da chance de João Leandro, a partida ficou muito truncada e o Palmeiras tinha muitas dificuldades para se impor em campo. Mesmo assim, o time de Palestra Itália conseguiu chegar ao gol aos 42 minutos.

Em jogada de dois jogadores que haviam entrado no segundo tempo, Bruno Cesar ganhou da zaga, tocou para Leandro, que ajeitou e mandou uma bomba para o gol, sem chances de defesa para Dalton.

Com vantagem mínima no marcador, o Palmeiras até tentou buscar o segundo gol nos minutos finais, mas não foi capaz de eliminar a partida de volta.