Palmeiras sofre com lesões, perde para o Ituano e está fora do Paulistão

  • Por Jovem Pan
  • 30/03/2014 20h31

Time sofreu com as lesões de Kardec e PrassPalmeiras perde para o Ituano e está fora do Paulistão

O Palmeiras sofreu com as lesões de Valdivia, Alan Kardec e Fernando Prass e sucumbiu diante o Ituano, no Pacaembu, por 1 a 0. O resultado deixou o Verdão de fora da decisão do Campeonato Paulista.

O gol da partida foi marcado por Marcelinho, cria da base do Corinthians, que entrou no segundo tempo e aos 38 acertou um belo chute de fora da área para vencer o goleiro Bruno. Alan kardec e Fernando Prass saíram ainda no primeiro tempo, enquanto Bruno César se arrastou em campo com dores na coxa.

Sem a final em sua agenda, o Alviverde terá apenas a Copa do Brasil, na próxima quarta-feira, contra o Vilhena de Rondônia, antes de fazer a sua estreia no Brasileirão, no segundo semestre de abril.

O jogo

Com dores em seu tornozelo desde a partida contra o Bragantino, o meia Valdivia ficou no banco de reservas e Mendieta foi escolhido para iniciar o jogo. Sem a mesma habilidade e velocidade de movimentação do chileno, o paraguaio compensou com boa visão, encontrando seus companheiros em chances de marcar.

O Ituano pressionou muito a saída de bola do Verdão e conseguiu segurar o ímpeto do time da casa até os 14, quando Wesley cobrou escanteio na primeira trave e Alan Kardec antecipou o goleiro para quase abrir o placar. Dois minutos mais tarde, Mendieta viu Wesley sozinho e o volante chutou forte para a defesa de Vagner.

Em outra grande oportunidade, Mendieta deixou Leandro na cara do gol, mas o atacante se atrapalhou no domínio e deu chance do camisa 1 do time de Itu sair do gol para abafar a finalização.

A equipe comandada por Doriva esperava o contra-ataque e demorou para assustar Fernando Prass. Aos 29, Rafael Silva dominou pelo meio e mandou uma bomba no ângulo direito do camisa 22, que na ponta do dedo, salvou a sua equipe.

O Pacaembu lotado de palmeirenses ficou preocupado quando Alan Kardec sofreu falta dura de Alemão e sentiu a coxa. Após pouco mais de sete minutos em campo, o artilheiro do Palmeiras na competição pediu para ser substituído, chorando dentro do gramado.

Fernando Prass foi outra baixa. O goleiro ficou nos vestiários com dores no tornozelo e Bruno voltou em seu lugar.

Os problemas não desanimaram o Verdão, que logo nos primeiros cinco minutos quase marcou. A primeira foi com Mendieta, que finalizou mascado e quase matou o arqueiro adversário. No escanteio, Marcelo Oliveira subiu sozinho e cabeceou. Quando quase comemorava, Vagner buscou na ponta do dedo e salvou novamente.

Sem a referência de Kardec e com pouca mobilidade na transição entre meio de campo e ataque, Kleina não viu alternativa e colocou Valdivia no jogo. O chileno até que melhorou um pouco a movimentação, mas o Alviverde sofreu com uma nova lesão, agora de Bruno César.

Com uma grande partida de Vagner, a casa do Palmeiras caiu aos 38. Em contra-ataque, Marcelinho, que saiu do banco, pegou sobra de primeira e mandou com precisão no canto, sem chances para Bruno.

A pressão do time de Gilson Kleina ficou desordenada e a melhor oportunidade foi com Vinicius, que sozinho, desperdiçou grande chance de cabeça e viu a final que parecia certa escapar pelas mãos no fim.