Para chefe da Fórmula 1, acidente de Alonso é “inexplicável”

  • Por Jovem Pan
  • 05/03/2015 18h06 - Atualizado em 06/11/2017 11h39
Bernie Ecclestone não se mostrou a favor da presença de mulheres pilotando carros de Fórmula 1

O chefe da Fórmula 1, Bernie Ecclestone, disse estar surpreso com o recente acidente do piloto Fernando Alonso. Em entrevista ao jornal espanhol Marca, o britânico classificou o incidente como “inexplicável” e afirmou não ter muito o que fazer sobre o assunto, uma vez que a McLaren, equipe de Alonso, se recusa a dar maiores informações.

“O que realmente me surpreendeu é o que aconteceu (o acidente). É completamente inexplicável, também para ele (o piloto)”, declarou Ecclestone, dizendo que não ficou surpreso com o fato de Alonso deixar de disputar o primeiro Grande Prêmio da temporada 2015, na Austrália.

Segundo o executivo, a McLaren não quer ceder informações sobre o caso. “Não quer discuti-lo, portanto não há muito o que podemos fazer”, disse o britânico, sugerindo que o acidente deva ser investigado. “É uma questão esportiva. É algo que a FIA (Federação Internacional de Automobilismo) devia tratar. É uma daquelas coisas que deveria ser investigada”, concluiu.

Incerteza sobre GP da Alemanha em 2015 – O mandatário da Fórmula 1, em entrevista à agência de notícias alemã DPA, disse não saber se o Grande Prêmio da Alemanha, previsto para o dia 19 de julho, vai mesmo ser disputado, mas Ecclestone assegura que uma decisão será anunciada ainda neste final de semana.

“Certamente (haverá uma decisão) neste fim de semana. Eu não tenho certeza se a corrida vai acontecer”, declarou o chefe da maior categoria do automobilismo mundial.

O circuito de Nürburgring vem enfrentando dificuldades financeiras e isso coloca em risco a realização ou não do que seria a décima etapa do Mundial de Fórmula 1.