Para inspirar Dybala: relembre craques que ganharam a Champions ainda jovens

  • Por Jovem Pan
  • 02/06/2017 14h48
Paulo Dybala foi o autor do gol solitário da vitória da Juventus em casa sobre o Sassuolo

Argentino, talentoso e goleador, o jovem Paulo Dybala, um dos destaques da Juventus na atual temporada, é costumeiramente comparado a Messi, grande astro do Barcelona e cinco vezes eleito melhor do mundo. Além das características já citadas, um novo item pode ser acrescido à lista de semelhanças entre os dois conterrâneos: a conquista de uma Liga dos Campeões em “idade olímpica”, até os 23 anos.

Dybala disputará a sua primeira decisão de Champions neste sábado, contra o Real Madrid, e chega a Cardiff, no País de Gales, com um retrospecto respeitável nesta edição do torneio continental. O garoto marcou quatro gols na competição e foi o principal responsável pela eliminação do Barcelona nas quartas de final.

Já Messi teve o gosto de erguer a “orelhuda” em quatro oportunidades e foi decisivo na final de 2009, em cima do Manchester United, quando tinha 21 anos. Porém, essa não foi a primeira Champions dele. Lionel estava no elenco campeão em 2006, mas não pode atuar na final por conta de lesão.

A média de idade dos campeões da Liga dos Campeões é de 26 anos e os poucos que conseguiram o feito de serem decisivos na final do torneio ainda jovens escreveram – ou ainda escrevem – seus nomes na história do futebol mundial. A Jovem Pan listou alguns desses craques que podem servir de inspiração para Dybala. Confira:

Neymar – campeão aos 23 anos

Em 2015, com 23 anos, o camisa 11 do Barcelona se tornou o único jogador que foi campeão da Liga dos Campeões e da Libertadores (conquistada quando tinha 19 anos) e que marcou gols em ambas as decisões. Ele balançou as redes já aos 50 minutos do segundo tempo, justamente em cima da Juventus, onde hoje atua Dybala.

Cristiano Ronaldo – campeão aos 23 anos

O português, que também disputa a final neste sábado, esbanjou futebol na Champions League de 2007/2008. Ainda pelo Manchester United, CR7 foi artilheiro da competição, com oito gols, balançou as redes no tempo regulamentar da decisão, mas acabou perdendo o pênalti.

Porém, outros jovens ajudaram o United a levantar a taça. Nani (22 anos na época) e o brasileiro Anderson (com 20 anos), converteram as suas cobranças.

Raúl – campeão aos 20 anos

Detentor de diversos recordes na década passada, Raúl González esteve em campo quando o Real Madrid quebrou seu jejum de 32 anos e ganhou a edição de 1998, em cima da Juventus. Porém, a Champions para chamar de sua foi a de 2000, quando tinha 22 anos. Ele não só marcou o gol do título, como foi artilheiro da competição com dez gols.

David Beckham – campeão aos 24 anos

O astro inglês tinha acabado de sair da “idade olímpica” quando protagonizou uma das finais mais emocionantes da história da Champions, em 1999. Beckham não balançou as redes, mas cobrou os dois escanteios que permitiram Sheringham e Solskjaer a marcar os gols que viraram o jogo para o United em cima do Bayern, já nos acréscimos do segundo tempo.

Kluivert – campeão aos 18 anos

Em 1995, Kluivert, um dos grandes nomes do futebol holandês naquela década, saiu do banco no segundo tempo para marcar o gol que deu o título ao Ajax, que não conquistava a Liga dos Campeões há 22 anos.