Para Varejão, Brasil pode ir longe no Mundial: “viemos lutar pelo título”

  • Por Agência EFE
  • 09/09/2014 18h04

Para Anderson VarejãoVarejão em partida do Mundial de basquete

A campanha do Brasil no Mundial de basquete deste ano, que vem sendo disputado na Espanha, já é a melhor desde 2002, mas na opinião do pivô Anderson Varejão a equipe tem condições de passar pela Sérvia nesta quarta-feira, pelas quartas de final, e ir longe na competição.

“Viemos lutar pelo título, é isso que queremos. Teremos que jogar bem para vencer a Sérvia, mas acho que se fizermos um bom trabalho podemos chegar lá”, declarou o pivô.

“Estamos muito confiantes. Acreditamos que será um jogo duro, eles têm uma grande equipe com muita altura. Nos preparamos para este jogo”, acrescentou Varejão, que espera um jogo mais difícil que o ocorrido na fase de grupos, em Granada.

Na ocasião, a equipe de Rubén Magnano venceu por 81 a 73. A partida foi atípica, já que o Brasil chegou a abrir 18 pontos de vantagem e depois ter que tirar sete de diferença a favor dos sérvios.

“Não sei muito bem por que aconteceu. Assistimos ao jogo, corrigimos algumas coisas que fizemos errado e melhoramos. Temos certeza de que não teremos outro momento ruim como o que tivemos nesse dia contra a Sérvia”, comentou.

O pivô não quis destacar individualmente nenhum dos sérvios, mas reconheceu que o adversário jogou muito bem contra a Grécia e fez um grande trabalho para passar das oitavas diante de um adversário que estava invicto.

Por fim, em relação ao aspecto individual, Varejão disse estar bem após as lesões que o tiraram dos últimos jogos do Cleveland Cavaliers na temporada da NBA. Ele teve problemas no joelho e nas costas.

“Estou feliz, saudável, e é como quero estar. A única coisa que preocupa um atleta é se lesionar. Foi duro, mas agora estou 100%”, disse Varejão, que se mostrou também contente pelo retorno do astro LeBron James a Cleveland para a próxima temporada.