Penta em 2002, Antônio Lopes aprova Tite na Seleção: “muito mais competente”

  • Por Jovem Pan
  • 17/06/2016 17h18

Antônio Lopes foi coordenador técnico da Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 2002

Antônio Lopes foi coordenador técnico da Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 2002

A Seleção Brasileira que foi pentacampeã mundial na Coreia do Sul e no Japão, em 2002, tinha, fora de campo, um sujeito mais do que importante: o então coordenador técnico Antônio Lopes. Bicampeão brasileiro como treinador, ele teve atuação fundamental no trato com a comissão técnica de Luiz Felipe Scolari. Assim, possui experiência de sobra para comentar sobre o atual momento do selecionado nacional. 

Em entrevista exclusiva a Fredy Junior para o Plantão de Domingo, da Rádio Jovem Pan, Lopes celebrou a troca realizada pela CBF no comando técnico da Seleção. No início desta semana, Dunga foi demitido, e Tite, contratado. 

“O presidente da CBF agiu acertadamente na contratação do Tite. É vitorioso e muito competente. Até antes do próprio Dunga, tinha que ter sido o Tite. Não tenho nada contra o Dunga, mas o Tite é muito mais competente e tem sido muito mais importante para o futebol brasileiro. Acredito que a Seleção vai melhorar e voltar a nos brindar com grandes exibições“, afirmou Antônio Lopes. 

O ex-coordenador da Seleção Brasileira, que, hoje, atua como gerente de futebol do Botafogo, também tentou explicar o péssimo desempenho recente do time verde e amarelo. Além de perder por 7 a 1 na semifinal da Copa do Mundo, o Brasil foi eliminado para Paraguai e Peru nas duas últimas edições da Copa América. 

Para Antônio Lopes, a culpa é da baixa qualidade da atual safra de jogadores. A gente não tem caras que podem desequilibrar, só o Neymar... O Brasil sempre ganhou Copas com cinco, seis jogadores que eram fora de série. Agora, não. Temos só o Neymar. Não vejo outros jogadores com essa capacidade. Enquanto eles não aparecerem, o Brasil não vai ganhar, não“, finalizou, em tom pessimista.