Perfeito no México, Osorio não esquece São Paulo: “experiência fantástica”

  • Por Jovem Pan
  • 11/04/2016 16h47

Juan Carlos Osorio tem 100% de aproveitamento no comando do México

Juan Carlos Osorio tem 100% de aproveitamento no comando do México

O torcedor são-paulino que reclama do conservadorismo de Edgardo Bauza certamente sente saudades da ousadia de Juan Carlos Osorio. Técnico tricolor entre junho e outubro do ano passado, o colombiano, que não hesitava em escalar times ofensivos, hoje comanda a seleção do México. E, apesar de ter aproveitamento perfeito no selecionado nacional, ele não se esqueceu da sua curta, mas marcante, passagem pelo clube do Morumbi. 

Prova disto é que, no último sábado, Osorio atendeu à ligação de Flávio Prado e participou do programa No Mundo da Bola, da Rádio Jovem Pan, apenas para homenagear o seu amigo Milton Cruz – recém-demitido do São Paulo. Durante a conversa com o jornalista, que é seu fã declarado, o colombiano comentou sobre o bom início na seleção mexicana e também relembrou a dura decisão de deixar o time tricolor em plena disputa do Campeonato Brasileiro. 

“Minha passagem pelo São Paulo foi uma experiência futebolística extraordinária. E, não sei se infelizmente ou felizmente, ganhei esta oportunidade de treinar uma seleção nacional. Foi impossível dizer não para a proposta do México. Poderia rejeitar a oferta de um clube, mas de uma seleção, não“, afirmou Osorio, ainda pesaroso por ter saído do clube do Morumbi. 

Apesar de ter acumulado apenas 51% de aproveitamento durante os quatro meses em que permaneceu no São Paulo, o colombiano deixou muitas saudades em grande parte da torcida tricolor. Inventivo, Osorio rodava muito o elenco e dava oportunidades para jovens valores da base. Sob o seu comando, o time são-paulino prezava o jogo ofensivo e não se contentava em apenas anular as qualidades adversárias. 

O trabalho foi interrompido pelo próprio treinador, que se viu seduzido por uma proposta tentadora: a de treinar a promissora seleção do México, que muito provavelmente disputará a Copa do Mundo de 2018. Osorio não pestanejou ao iniciar o novo desafio e, até aqui, tem sido recompensado: em cinco jogos, conquistou cinco vitórias, com 12 gols marcados e nenhum sofrido. Trata-se do melhor começo de um técnico à frente da seleção mexicana em todos os tempos. 

Mas se engana quem pensa que Osorio está 100% tranquilo com o até aqui perfeito trabalho à frente do time nacional. “A grande mudança é que, agora, sou treinador de uma seleção nacional. É muito diferente. O trabalho do dia a dia não existe, porque não é um clube. Agora, tenho de pensar em selecionar um grande grupo e, em dois ou três dias, fazer um trabalho estratégico e tático“, relatou. 

O próximo foco do colombiano é a disputa da Copa América Centenário, em junho, nos Estados Unidos. O México está no Grupo C do torneio, ao lado de Uruguai, Jamaica e VenezuelaGraças a Deus os resultados têm sido bons, mas é um trabalho muito difícil. Foi uma mudança difícil de manejar, mas temos um bom grupo e muitas possibilidades de fazer uma boa campanha na Copa América Centenário“, encerrou Osorio