Pesquisa mostra que população aprova Brasileirão, mas quer mais segurança e jogos mais cedo

  • Por Jovem Pan
  • 11/09/2015 16h40
RIO DE JANEIRO, RJ - 10.09.2015: FLAMENGO X CRUZEIRO - Torcedor rubronegro durante Flamengo x Cruzeiro válido pela 24a rodada do Campeonato Brasileiro (Serie A) no Maracanã. (Foto: Celso Pupo /Fotoarena/Folhapress) ORG XMIT: 992809Torcedores disseram não se sentir seguros dentro dos estádios

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) divulgou a pesquisa “Horário dos jogos e avaliação do Brasileirão”, feita pelo IBOPE, que mostra a percepção do público a respeito do Campeonato Brasileiro e temas relacionados a ele. A pesquisa ouviu 1200 pessoas em 248 cidades do Brasil e apontou, entre os principais resultados, o alto índice de aprovação do campeonato como um todo e, por outro lado, o desejo de mudanças nos horários dos jogos, especialmente daqueles realizados durante a semana.

Reprovação dos jogos às 22h

Ao todo, 69% dos entrevistados preferem que as partidas de quarta-feira comecem mais cedo – apenas 24% aprovam o atual esquema, com início às 22h. O horário das 20h30 é o favorito, apontado por 32%; em seguida vem o das 21h, escolhido por 23%.

Nos finais de semana, o horário com maior aprovação é às 16h, seja de sábado ou de domingo – eles foram os mais votados tanto como primeira quanto segunda opção pelos entrevistados. Em seguida aparecem as partidas às 18h30 de sábado ou domingo. Já os jogos das 21h aos sábados são os menos aprovados (apenas 5%).

Em relação aos confrontos das 11h de domingo, a população se mostrou bastante dividida: 47% desaprova, enquanto 50% aprova o horário. Apesar disso, esses jogos têm se mostrado um sucesso de público, ao mesmo tempo em que são alvo de reclamação de jogadores e técnicos por conta do calor.

Segurança e ingressos mais baratos

Entre os respondentes que não frequentam estádios, os principais motivos apontados para não fazê-los foram violência (25%), distância entre a residência e o estádio (18%) e segurança (7%), que se relaciona com o primeiro. Ainda neste quesito, apenas 23% disseram se sentir seguros nos estádios.

Para atraí-los às partidas, 56% dos não frequentadores colocaram o quesito “mais segurança” como o mais importante, e 76% como o segundo mais importante. Em seguida vêm “ingressos mais baratos”, apontado como maior atrativo por 24% e segundo maior atrativo por 55%.

Apesar dos problemas, aprovação é alta

Mesmo pedindo por mais segurança nos estádios e discordando dos horários dos jogos de meio de semana, a grande maioria dos entrevistados pelo IBOPE aprovou o Campeonato Brasileiro. 50% deles classificaram o certame como ótimo ou bom, 32% como regular e 16% como ruim ou péssimo – 2% não soube responder.

Caso queira ter acesso aos dados completos da pesquisa