Petrobras e Williams voltam a ser parceiras depois de cinco anos

  • Por Agência EFE
  • 18/02/2014 19h02
Pastor Maldonado em carro da Williams

Depois de cinco anos, a Petrobras voltará a ser patrocinadora da escuderia britânica Williams na Fórmula 1, conforme anúncio divulgado pela companhia brasileira nesta terça-feira.

A estatal já havia sido parceira da Williams entre 1998 e 2009. Desde então, manteve sua ligação com a Fórmula 1 através do patrocínio ao Grande Prêmio do Brasil. O retorno se dá na mesma temporada em que a escuderia acertou a contratação do piloto Felipe Massa, que será parceiro do finalndês Valtteri Bottas.

Neste novo contrato, assinado nesta terça-feira, Petrobras e Mercedes farão uma parceria tecnológica para o desenvolvimento de novos lubrificantes e combustíveis que serão utilizados pela Williams a partir de 2015.

“Estamos muito felizes em voltar para a principal competição automobilística do mundo. Durante os 11 anos em que a Williams esteve ao nosso lado tivemos avanços significativos no desenvolvimento de produtos, como a gasolina Podium. Participar dessa competição é um desafio enorme, pois nos obriga a estar cada vez mais preparados para os mais altos padrões de qualidade e eficiência que a categoria exige”, declarou a presidente da Petrobras, Graça Foster.

Frank Williams, fundador e dirigente da equipe britânica, também comemorou a volta da parceira. “Eles são muito competentes em tecnologia, e isso será importante para a equipe, visto que a nova regulamentação tornou a eficiência do combustível ainda mais importante”.