Pilotos e autoridades participam do funeral de Jules Bianchi na França

  • Por Agencia EFE
  • 21/07/2015 10h24
Pilotos da Fórmula 1 se reúnem para se despedir de Jules Bianchi

Personalidades da Fórmula 1, autoridades da França, familiares e amigos estiveram presentes nesta terça-feira no funeral do piloto Jules Bianchi, que morreu na sexta-feira, em decorrência de acidente sofrido no Grande Prêmio do Japão, em outubro do ano passado.

Felipe Massa, Sebastian Vettel e Lewis Hamilton foram três dos ex-concorrentes do francês que estiveram na catedral de Saint-Réparate, em Nice, assim como o presidente da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), Jean Todt. O prefeito de Nice, Christian Estrosi, e o secretário de Estado para o Esporte, Thierry Braillard, também acompanharam a cerimônia.

O caixão com o corpo do piloto foi conduzido para o local do funeral sob aplausos de todos os presentes, inclusive fãs e conterrâneos de Bianchi. Ao fundo, era executada a música “Hotel California”, do The Eagles”, uma das preferidas do francês.

O padre Sylvain Brisom iniciou a solenidade pedindo novos aplausos, como forma de se posicionar contra uma “morte profundamente injusta”. O religioso, no entanto, destacou que Bianchi foi feliz durante a vida, por ter realizado o sonho de ser piloto de carros de corrida.

Jean-Éric Vergne, que participou de Mundial de Fórmula 1 e hoje está na Fórmula E, fez discurso para homenagear o amigo, lamentando o dia triste, mas celebrando a oportunidade de conhecer uma pessoa que “influenciou a muitos”.

Bianchi morreu na última sexta-feira, Centro Hospitalar Universitário, na própria cidade de Nice, onde passou nove meses em coma. O francês sofreu acidente em 5 de outubro, no circuito de Suzuka, colidindo sua Marussia contra guindaste que retirava a Sauber do alemão Adrian Sutil da pista.