Pistorius se declara “inocente” da acusação de assassinato premeditado

  • Por Agência EFE
  • 03/03/2014 11h24

O atleta sul-africano Oscar Pistorius se declarou "inocente" da acusação de assassinato premeditado

Oscar Pistorius em julgamento

O atleta paralímpico sul-africano Oscar Pistorius se declarou nesta segunda-feira “inocente” da acusação de assassinato premeditado de sua namorada, a modelo Reeva Steenkamp, no primeiro dia do julgamento realizado no Tribunal Superior de Pretória.

“Inocente”, respondeu o corredor contundentemente depois que o promotor, Gerrie Nel, o acusou formalmente de “assassinato premeditado”.

Pistorius matou a tiros a namorada através da porta fechada do banheiro de sua casa em Pretória, em 14 de fevereiro do ano passado, e pode ser condenado a prisão perpétua se for considerado culpado.

No tribunal, um dos advogados do atleta, Kenny Oldwage, leu a versão dos fatos apresentada pelo acusado, que sustenta que confundiu a namorada com um intruso.

“Não existe qualquer fundamento para a alegação da Promotoria que ele queria matar Reeva”, disse o advogado, que negou que o casal tenha discutido na noite do ocorrido, como mantém o Ministério Fiscal.

Acompanhada de outros membros da família, a mãe da modelo, June Steenkamp, está presente na sala. O tio do acusado, Arnold Pistorius, e seus irmãos também estão no local.

Pistorius, de 27 anos, está em liberdade pagando uma fiança desde 22 de fevereiro de 2013. Ele contratou para o processo uma prestigiada equipe de advogados, investigadores e relações públicas.

Acusação e defesa aceitam que Pistorius matou Reeva a tiros através da porta fechada do banheiro. No entanto, o promotor acusa o corredor de assassinar a modelo, que então tinha 29 anos, de forma premeditada.